Laguna vai aderir ao Plano 1000 na próxima segunda

Considerado como a maior ação municipalista da história política catarinense, o projeto tem previsão de liberação de cerca de R$ 46 milhões para a cidade.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

A assinatura do convênio entre a prefeitura de Laguna e o governo estadual para que o município adira ao Plano 1000, uma iniciativa anunciada no final do ano anterior pela administração do Estado, será realizada na próxima segunda-feira, 7. Considerado como a maior ação municipalista da história política catarinense, o projeto tem previsão de liberação de cerca de R$ 46 milhões para a cidade.

Esse convênio seria assinado em 14 de janeiro, mas a cerimônia foi cancelada em respeito às vítimas do naufrágio com uma lancha no Canal da Barra e pelo fato de o governador Carlos Moisés (sem partido) ter testado positivo para coronavírus. A solenidade de segunda-feira irá ocorrer em Florianópolis e se seguir o roteiro dos últimos dias, outras prefeituras incluídas no plano também devem participar do ato.

A prefeitura de Laguna não detalha oficialmente os projetos que irá apresentar ao governo para assegurar a liberação de recursos. As obras projetadas devem ser estruturantes em áreas como infraestrutura, saúde, educação e desenvolvimento social. A verba é do Governo de Santa Catarina. No município, se trabalha com a ideia de ouvir as comunidades para identificar demandas que vão além das que já estão na pauta da prefeitura municipal.

O Plano 1000 requer a apresentação de projetos que serão analisados por técnicos do Estado para definir a autorização para liberação do recurso para a cidade.  Ao todo, 7,3 bilhões serão liberados nessa primeira etapa para as cidades contempladas. A base de cálculo do valor que cada uma irá receber considera R$ 1 mil por morador, o que não é, necessariamente, um limite para que os projetos sejam realizados.