Polícia Ambiental apreende redes e notifica por pesca irregular da tainha

Ação ocorreu na quinta-feira, 9.
Divulgação/PMA

Em operação contra a pesca predatória, a Polícia Militar Ambiental (PMA), de Laguna, realizou uma operação, na manhã de quinta-feira, 9, que resultou em apreensões e notificações por crimes ambientais.

As ações ocorreram no litoral de Jaguaruna. Segundo a corporação, foram identificadas as práticas de pesca com malha inferior ao tamanho mínimo permitido; em local proibido, próximo à Barra do Torneiro; além da falta de licença e do uso de petrechos proibidos, como calão fixo vai e vem.

As ações seguiram o disposto na portaria do Ibama/SC 54/1999. Um barraco improvisado, localizado em Área de Preservação Permanente (APP), que era usado como base para pesca irregular foi removido. Oito redes e seis tarrafas foram apreendidas e três pessoas foram autuadas administrativamente por pescar sem licença e vão responder penal e administrativamente.