Previous
Next

Governo do Estado já investiu mais de R$ 1 milhão em reforma de antigo sambódromo

Ali funciona atualmente a sede da Coordenadoria Regional de Educação (CRE) de Laguna e  já foram realizados trabalhos de reforma na estrutura, incluindo a manutenção da rede elétrica, aprimoramento da iluminação, revitalização com pintura interna e externa, e a pavimentação do pátio, que contou ainda com a construção de calçadas.
Divulgação/Governo SC

Criado em 2007 para servir como a casa dos shows carnavalescos das escolas de samba da cidade, o prédio que já foi chamado de sambódromo hoje abriga apenas órgãos oficiais estaduais, a sede do Ceja e Acustra.

Recentemente, o espaço no Campo de Fora que já foi chamado de Centro Multiuso, passou por alguns reparos e obras e segundo o Governo de Santa Catarina, já foram investidos mais de R$ 1 milhão.

Ali funciona atualmente a sede da Coordenadoria Regional de Educação (CRE) de Laguna e  já foram realizados trabalhos de reforma na estrutura, incluindo a manutenção da rede elétrica, aprimoramento da iluminação, revitalização com pintura interna e externa, e a pavimentação do pátio, que contou ainda com a construção de calçadas.

Em setembro desse ano a Liga Independente das Escolas de Samba de Laguna (Liesla) se manifestou pela primeira vez a respeito da decisão de cobrir as arquibancadas e iniciar um processo de transformação do Sambódromo Hindemburg Moreira em um centro administrativo. O protesto com o posicionamento da entidade foi divulgado através de uma nota de repúdio. A Lielsa disse ter recebido “com grande pesar” a informação das modificações no prédio.

Segundo o Estado, as obras foram necessárias para evitar infiltração nas salas de aula existentes na edificação e impedir a degradação do prédio.

Leia mais sobre:

Sem desfile há 10 anos, sambódromo recebe manutenção e deixa de ter arquibancadas

Obras no sambódromo visam ‘zelar pelo patrimônio público que poderia ser condenado’, reforça engenheiro

Liga critica transformação de arquibancadas em telhados e pede que Estado reveja decisão

Notícias relacionadas

Previous
Next