Preso por matar taxista era procurado por outros crimes em Laguna

O trabalho investigativo iniciou ainda no dia dos fatos. "Protocolamos um pedido de prisão temporária ao Poder Judiciário de Laguna, que foi deferido no sábado. Fizemos várias diligências no sábado, mas infelizmente o investigado já tinha fugido daquele local, em virtude da propagação das imagens dele na região. Na data de hoje, ele foi preso em flagrante pela PM de Imbituba, após tentar realizar um novo assalto, utilizando mais uma vez de arma branca", relata Bruno Fernandes, delegado da DIC, em entrevista ao Portal Agora Laguna.
Foto: Luis Claudio Abreu/Agora Laguna

 18,784 visualizações

Foi preso nesta terça-feira, 25, o homem de 21 anos, que matou a taxista Zélia Regina Souza, 67 anos, encontrada na última sexta-feira, 21, às margens da estrada geral da praia do Gi, local sem muita movimentação.

O foragido foi detido na cidade de Imbituba pela Polícia Militar quando tentava roubar um veículo utilizando uma tesoura. Segundo apurado, uma viatura passava no momento do crime e conseguiu deter o criminoso na Avenida Brasil, bairro Araçá.

Ao chegar no local, a vítima relatou ter sido agredida com uma tesoura e gritou pedindo por socorro, onde alguns populares estavam por perto e então o suspeito acabou fugindo. A guarnição iniciou as rondas e localizou o fugitivo escondido no pátio de uma casa.

De acordo com a PM, durante a revista, a tesoura foi encontrada e constatado que havia um mandado de prisão ativo pelo crime de roubo, na cidade de Laguna.

Foto: Divulgação/Agora Laguna

Investigação

O trabalho investigativo iniciou ainda no dia dos fatos. “Protocolamos um pedido de prisão temporária ao Poder Judiciário de Laguna, que foi deferido no sábado. Fizemos várias diligências ainda no sábado, mas infelizmente o investigado já tinha fugido daquele local, em virtude da propagação das imagens dele na região. Na data de hoje, ele foi preso em flagrante pela PM de Imbituba, após tentar realizar um novo assalto, utilizando mais uma vez de arma branca”, relata Bruno Fernandes, delegado da DIC, em entrevista ao Portal Agora Laguna.

A intenção do procurado, era fugir com o veículo para outra cidade. Já ouvido pela DIC, o homem foi preso em flagrante em Imbituba. Em paralelo, foi dado cumprimento ao mandado de prisão temporária e ele já se encontra à disposição do Judiciário.

“Ficou evidenciado pela investigação que Zélia teria recebido uma solicitação de corrida por volta das 0h30 e que o investigado teria sido o responsável por adentrar no veículo, sendo o último homem visto como cliente. A DIC já tinha outras investigações aqui na unidade que já o indicavam como autor de crimes patrimoniais, em especial os violentos aqui na cidade de Laguna e o modo que ele operava era sempre utilizando arma branca”, detalha Fernandes.

Em depoimento, ele acabou relatando que naquela noite, com o carro da vítima, passou em pontos de drogas para adquirir entorpecentes, fez uso principalmente de crack e em determinado momento, já na região do Gi, ele teria intimidado a taxista para reaver os valores pagos pela corrida.

Segundo o delegado, o detido atingiu a mulher com golpes de faca na região do pescoço e rosto. Após o crime, ele ainda retornou em pontos de venda de drogas para comprar mais crack. Ao todo, cerca de R$ 600 foram levados da vítima. Já o carro, teria sido vendido na região de Caputera e em seguida encontrado incendiado na Madre, em Tubarão.

O preso irá responder por latrocínio consumado e o inquérito deve ser finalizado nos próximos dias.

Outros crimes

Equipes da Polícia Civil e Militar já monitoravam o homem por outros crimes cometidos em Laguna. Ele é o principal suspeito de ter cometido uma tentativa de latrocínio no bairro Barbacena. O crime teria ocorrido no último dia 14, quando um professor foi encontrado caído em uma das estradas do bairro, com um ferimento cortante no pescoço e algumas escoriações. Ele foi socorrido e levado ao hospital, e relatou aos policiais que a moto e a pochete foram roubadas, e que teria sido agredido.

Além disso, o detido ainda é investigado por suspeita em outros roubos e assaltos cometidos em Laguna.

Notícias relacionadas