Movimentos sociais e partidos convocam passeata contra presidente em Laguna

Desde o início do ano, esta é a primeira vez que um ato contrário ao chefe do Executivo é convocado para Laguna. Anteriormente, pequenas manifestações isoladas foram registradas.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 6,657 visualizações,  4 views today

Movimentos sociais ligados à esquerda, partidos políticos e organizações estudantis de Laguna anunciaram um protesto contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido). O ato vai acontecer no próximo sábado, 19, em frente ao Mercado Público, a partir das 9h30. A convocação acompanha atos agendados para o mesmo dia a nível nacional.

De acordo com a organização da manifestação, a pauta de reivindicações da passeata é baseada nas críticas à gestão federal no combate à pandemia do novo coronavírus. Desde o início do ano, esta é a primeira vez que um ato contrário ao chefe do Executivo é convocado para Laguna. Anteriormente, pequenas manifestações isoladas foram registradas.

“O ato é organizado por diversos setores da sociedade civil, movimentos sociais, sindicatos, partidos e grupos no Brasil todo como mais uma data de luta por vacina, auxílio emergencial digno e pela saída de Bolsonaro, que consideramos um presidente genocida. É como ocorreu no dia 29 de maio, quando em todos os estados do Brasil milhares de manifestantes foram às ruas”, explica Luiza Tonon, uma das organizadoras. “São moradores de Laguna que se reuniram para organizar uma manifestação na cidade, no sentido de representarem a parcela da população que está descontente. As demandas são por ‘vacina no braço, comida no prato’, ou seja, contra a fome e o desemprego em alta no país, e uma melhor condução da saúde na pandemia, que valorize a vida dos brasileiros, com compra e produção maior de vacinas, para toda a população, e medidas que visem conter efetivamente o avanço da pandemia”.

O protesto será realizado, conforme seus líderes, com uso de máscara e álcool em gel para prevenção da proliferação do novo coronavírus. Entre os organizadores da passeata, estão: a Frente Antirracista (FAR), da Federação Nacional dos Estudantes de Arquitetura e Urbanismo (Fenea), Sindicato dos Empregados no Comércio de Laguna e Conselho Pastoral dos Pescadores (CPP) – Regional Sul, o diretório municipal do Partido dos Trabalhadores (PT), Partido Comunista Brasileiro (PCB), além de outros membros da sociedade civil organizada.

Notícias relacionadas