Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

Uma quadrilha responsável pelo arrombamento de diversas delegacias no litoral catarinense, incluindo a de Pescaria Brava, foi desarticulada em operação desencadeada nesta semana pela Polícia Civil. O crime ocorreu em junho.

Ao todo foram sete arrombamentos em três meses. A investigação uniu vários órgãos de segurança no estado e descobriu a existência de uma associação criminosa, formada por três pessoas, das cidades de São José e Imbituba, especializada na prática de crimes contra estabelecimentos comerciais e unidades policiais.

A operação começou na madrugada da última terça-feira, 8, com o cumprimento de um mandado de prisão temporário feito por policiais rodoviários federais na unidade policial em Paulo Lopes e três mandados de busca e apreensão em São José. As ordens são da Comarcar de Jaguaruna. O veículo usado pelo grupo, diversas ferramentas empregadas nos arrombamentos e objetos subtraídos de uma das unidades policiais foram recuperados.

A segunda fase dos trabalhos ocorreu na manhã deste sábado, 12, com mandados cumpridos em São José e Imbituba. Foram cumpridas duas ordens de busca e apreensão e de prisão contra os envolvidos. Eles foram levados ao Presídio Regional de Tubarão.

Operação

As investigações foram coordenadas pelas equipes das delegacias de Polícia Civil de Sangão e Pescaria Brava e contaram com a participação do Núcleo de Inteligência Integrada da Guarda Municipal (Nuint), Polícia Civil de São José, Jaguaruna, Garopaba, Paulo Lopes, Laguna e Imbituba, com apoio operacional da PRF de Paulo Lopes e a Polícia Militar de São José.