Divulgação/Gecom/PML

O projeto para transformação da rede telefônica da rua Raulino Horn e entorno em sistema subterrâneo foi aprovado no começo deste mês. A iniciativa integra o Programa de Aceleração do Crescimento das Cidades Históricas (PAC-CH).

O contrato com o governo federal para os repasses visando restaurações e obras em áreas preservadas da cidade foi assinado em 2014, sem previsão para o cabeamento subterrâneo de telefonia. Silvânia Cappua, secretaria de planejamento da cidade, foi a autora da nova planta, que segundo ela afirma, era um desejo da administração municipal.

“Desenvolvi,como engenheira civil, o projeto de rede telefônica e após o trâmite recebemos a aprovação da empresa de telefonia Oi. Ainda teremos algumas caixas a serem substituídas e trechos a serem executados”, explica. O projeto contempla infraestrutura para canalização subterrânea nas calçadas e ruas, indo da caixa de acesso no passeio público ao ponto de entrada do cabo na edificação do usuário da rede.

A adequação da rede telefônica será feita também pelo cliente, que deve fazer o remanejamento dos cabos para interligação ao novo sistema. Uma vistoria está marcada para o dia 27 deste mês, com a Celesc e a prefeitura, sendo também convocados o Iphan, consórcio construtor e fiscalização da obra, para designar os encaminhamentos dos serviços.

Um dos próximos passos das obras, será a reprogramação dos serviços junto à Caixa Econômica Federal para que os trabalhos sejam finalizados brevemente.