Previous
Next

Técnicos em enfermagem decidem entrar em greve; paralisação começa sexta

Greve será comunicada aos órgãos públicos, incluindo o Poder Judiciário, e será dado um prazo de 72 horas antes da deflagração da paralisação.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

Após cerca de duas semanas em debates, os técnicos em enfermagem municipal decidiram cruzar os braços. A definição pela greve foi tomada na tarde de segunda-feira, 1º, em reunião na sede do Sindicato dos Servidores Públicos, no Campo de Fora.

Segundo a presidente Ingrid Gorla, a classe cobra o pagamento de 70% do reajuste do piso no salário-base, com a incorporação de um valor aproximado de R$ 1 mil, vindos do governo federal. Os profissionais estão abertos à negociação.

O município afirma que não tem recursos, conforme declaração recente do secretário Alcenê dos Santos, da Administração, à rádio comunitária Nova Garibaldi. “Não tem como fazer isso, não tem mesmo [incorporar]”, disse, acrescentando que uma das prioridades no momento é reajustar os vencimentos dos auxiliares de saúde bucal. “Se torna difícil, não é que eu não quero é que no momento não dá”.

A greve será comunicada aos órgãos públicos, incluindo o Poder Judiciário, e será dado um prazo de 72 horas antes da deflagração da paralisação. Se a situação seguir a mesma, os profissionais paralisam na sexta-feira, 5.

Assembleia decidiu por greve. Divulgação.

Notícias relacionadas