Reportagem sobre Diego Scott é publicada na internet

Na TV aberta a previsão é que seja transmitido em maio.
Arquivo familiar

A rede Record publicou, neste domingo, 28, a reportagem sobre o desaparecimento ainda não solucionado de Diego Bastos Scott, à época com 39 anos. Este é um dos casos retratados no programa Repórter Record investigação. O material foi disponibilizado na plataforma de streaming do canal.

A reportagem em Laguna foi gravada em meados de fevereiro deste ano. Scott desapareceu em 15 de janeiro de 2021 após ter sido colocado dentro de uma viatura policial. Os dois agentes envolvidos no caso foram expulsos da corporação em 2022.

Além de Scott, a reportagem trata de outros dois casos semelhantes de desaparecimentos forçados pelo país — um no Pará e outro em Amazonas. A equipe da Record nacional entrevistou familiares, advogados e tentou ouvir o lado dos envolvidos. Em um dos trechos da chamada, a professora aposentada Maria da Graça Scott diz: “Só quem perde sabe [a dor] e eu não pude nem enterrar”.

O programa foi divulgado na plataforma de streaming Play Plus. Na TV aberta a previsão é que seja transmitido em maio.

Notícias relacionadas