Em nota, prefeitura diz que ex-secretária ‘perdeu acesso a sistema’ de documentos e causou ‘desconforto’

Nota da prefeitura de Laguna não comenta as acusações contidas no boletim e se limita a rebater a fala sobre falta de transparência. "Contrariamente às declarações da ex-secretária, afirmamos que ela teve acesso amplo ao sistema antes de sua exoneração, conforme documentado pelo histórico de acessos".
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

A prefeitura de Laguna emitiu uma nota, às 19h, desta quinta-feira, 25, em resposta ao comunicado em que a ex-secretária de Saúde, Luana Julya Brolo Honorato, divulgou as razões que a levaram a pedir exoneração do cargo que havia sido nomeada no dia anterior.

A cirurgiã-dentista atribuiu a renúncia ao cargo por “falta de autonomia e transparência” e não atendimento às condições que lhe permitiram assumir a função. Antes de aceitar a nomeação, a pasta da Saúde estava sob gestão interina de Alcenê Santos, titular da Administração, desde dezembro. “Fui impedida de acessar relatórios e informações essenciais para uma gestão eficaz, o que minou minha condução dos assuntos públicos”, disse a ex-secretária.

Luana Julya também registrou um boletim de ocorrência contra o ex-interino e cita agressões verbais que teria ouvido, incluindo a fala de que ela estava no cargo somente para assinar os papéis. Agora Laguna tenta localizar Alcenê dos Santos para ouvir o contraponto.

A nota da prefeitura de Laguna não comenta as acusações contidas no boletim e se limita a rebater a fala sobre falta de transparência. “Contrariamente às declarações da ex-secretária, afirmamos que ela teve acesso amplo ao sistema antes de sua exoneração, conforme documentado pelo histórico de acessos”.

Em outro ponto, afirma que nesta manhã havia sido organizada “uma visita aos postos de saúde, para a qual a Secretaria disponibilizou o acompanhamento do médico diretor-técnico. Infelizmente, a ex-secretária optou por não aceitar essa assistência técnica, criando um ambiente de desconforto entre os funcionários”. A versão contida no boletim diz que havia sido designada uma servidora para lhe acompanhar ao invés da pessoa por ela escolhida.

Com a exoneração da ex-secretária, que ficou apenas 24 horas no cargo, Laguna volta a ficar sem titular na pasta da Saúde.

Veja a nota completa

A Secretaria de Saúde de Laguna vem a público esclarecer os recentes eventos relacionados à exoneração da Secretária de Saúde, Luana Julya Brolo Honorato, nomeada em 24 de abril de 2024.

Luana foi, oficialmente, cadastrada no sistema 1Doc da Prefeitura e recebeu todos os acessos necessários aos documentos e informações da pasta no mesmo dia de sua nomeação. Na manhã de 25 de abril, enfrentou um contratempo ao perder sua senha de acesso, situação que prontamente seria resolvida no mesmo dia, no período da tarde, com a recuperação do acesso pelo setor de informatica a partir das 13h.

Contrariamente às declarações da ex-secretária, afirmamos que ela teve acesso amplo ao sistema antes de sua exoneração, conforme documentado pelo histórico de acessos. Além disso, na manhã de 25 de abril, foi organizada uma visita aos postos de saúde, para a qual a Secretaria disponibilizou o acompanhamento do médico diretor-técnico. Infelizmente, a ex-secretária optou por não aceitar essa assistência técnica, criando um ambiente de desconforto entre os funcionários.

Esta série de eventos não foi ao encontro com as expectativas estabelecidas para a gestão eficaz da pasta, culminando na decisão de sua exoneração. A Prefeitura de Laguna reafirma seu compromisso com a transparência e a eficiência administrativa, sempre buscando oferecer o melhor serviço à população.

Seguimos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais.