Previous
Next

Religiosa é ameaçada de morte ao aceitar carona de funcionário de asilo

A religiosa, recém-chegada na cidade, não conhecia o local onde estava e afirmou à PM que se sentia ameaçada a todo momento com medo do que o homem pudesse fazer. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

Uma diretora de asilo, 33 anos, foi vítima de ameaças ao aceitar uma carona de um homem, técnico de enfermagem da instituição, na noite desta quarta-feira, 27.

Segundo a Polícia Militar (PM) de Laguna, a guarnição fazia rondas por volta das 21h20, quando se deparou com um veículo Volkswagen Gol branco em baixíssima velocidade, ocasionando congestionamento na avenida João Marronzinho Jr, proximidades do Samba Laguna Tourist Hotel, acesso ao Mar Grosso.

Ao abordar o veículo, para saber se havia algum tipo de falha mecânica, os policiais perceberam que o condutor de 39 anos estava alterado.

“Dentro do carro estava uma irmã religiosa, diretora geral de um asilo e durante a abordagem o condutor não obedecia às ordens emanadas, resistindo a abordagem, com empurrões e xingamentos, caracterizando o crime de resistência. Então, foi necessário o uso de força física para imobilizá-lo. O homem estava completamente alterado, tendo sinais de embriaguez, tais como, fala arrastada, vestes desalinhadas e irritabilidade”, diz a PM em nota.

Ainda segundo a polícia, ao conversar com a religiosa, ela afirmou que estava caminhando, quando o homem, que é é técnico de enfermagem onde trabalham, lhe ofereceu carona até o asilo. Ao entrar no carro ela percebeu que ele estava alterado e desviava o trajeto, além de falar coisas sem sentido. Ele se negava a parar o veículo e fazia ameaças de morte, denuncia a vítima.

A religiosa, recém-chegada na cidade, não conhecia o local onde estava e afirmou à PM que se sentia ameaçada a todo momento com medo do que o homem pudesse fazer. Ele recebeu voz de prisão e foi conduzido à delegacia de Polícia Civil.