MDB pode ficar sem vereadores na janela partidária

Mais antigo partido da cidade, MDB tinha três vereadores, sendo que dois – Deise Cardoso e Patrick Mattos – já assinaram fichas em outras legendas.
Fotos de arquivo

Iniciada há quase uma semana, a janela partidária deve deixar o Movimento Democrático Brasileiro (MDB) sem vereadores. Com a desfiliação de Deise Cardoso, Patrick Mattos, o próximo a deixar o partido será Hirã Floriano Ramos.

O presidente da Câmara confirmou a informação ao Portal, mas não detalhou qual partido deve seguir — uma das tendências é que ingresse no Partido Liberal (PL). Deise filiou ao Republicanos e Mattos voltou ao Progressistas.

O presidente municipal Mauro Candemil foi procurado e amenizou a perda dos emedebistas. “Nunca é bom perder companheiros, ainda mais quando são vereadores. Mas, ao mesmo tempo, com o retorno dos ex-vereadores Macho [Valdomiro Barbosa de Andrade] e Cleosmar [Fernandes] e uma forte nominata de mais 12 pré-candidatos à vereador, além de possíveis alianças que acontecerão, o MDB vem forte para a eleição”, diz.

Com a debandada dos vereadores e caso nenhum outro político com mandato de filie, será a primeira vez que o MDB ficará sem bancada em mais de 40 anos.

Notícias relacionadas