Laguna deve receber vacinas contra gripe até sexta

Ministério da Saúde antecipou a imunização em virtude do aumento de casos de doenças respiratórias em todo o país. Na primeira etapa, a vacina será destinada apenas para a população dos grupos prioritários, com meta de alcançar cobertura de até 90% até o dia 31 de maio.
Foto: Rovena Rosa/ABr

Com previsão de entrega marcada para sexta-feira, 22, Laguna deve receber um lote de vacinas para iniciar a campanha de imunização contra gripe na cidade. O governo estadual antecipou a distribuição para começar os trabalhos mais cedo em 2024. O dia D de mobilização estadual está previsto para ocorrer em 13 de abril.

O Ministério da Saúde antecipou a imunização em virtude do aumento de casos de doenças respiratórias em todo o país. Na primeira etapa, a vacina será destinada apenas para a população dos grupos prioritários, com meta de alcançar cobertura de até 90% até o dia 31 de maio.

A vacina é a trivalente, que protege contra os principais vírus influenza em circulação no Brasil: influenza A (H1N1 e H3N2) e o B. Em nota, a secretaria estadual lembrou que a dose não causa gripe e pode ser aplicada simultaneamente com outros imunizantes do Calendário Nacional de Vacinação. Crianças que vão receber a vacina pela primeira vez devem tomar duas doses, com um intervalo de 30 dias.

Grupos prioritários

  • Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias);
  • Trabalhadores da saúde;
  • Gestantes e puérperas (mães até 45 após o parto);
  • Professores do ensino básico e superior;
  • Povos indígenas e quilombolas;
  • Idosos com 60 anos ou mais de idade;
  • Pessoas em situação de rua;
  • Profissionais das Forças de Segurança e Salvamento;
  • Profissionais das Forças Armadas;
  • Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais independentemente da idade;
  • Pessoas com deficiência permanente;
  • Caminhoneiros;
  • Trabalhadores de transporte coletivo rodoviário para passageiros urbanos e de longo curso;
  • Trabalhadores Portuários;
  • População privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas.

Notícias relacionadas