Deputado pede discussão sobre Apa da Baleia Franca

A área tem 156 mil hectares e 130 km de costa marítima e abrange dez municípios, são eles: Içara, Florianópolis, Garopaba, Imbituba, Jaguaruna, Laguna, Palhoça, Paulo Lopes, Tubarão e Balneário Rincão.
Foto: Carolina Bezamat/ProFRANCA/IA/SCPar Porto de Imbituba

Em razão de 2024 ser o ano em que está prevista a revisão do plano de manejo da Apa da Baleia Franca, o deputado estadual Volnei Weber (MDB) pediu a criação de uma comissão mista, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc), para debate o tema.

A ideia é que a comissão seja formada por deputados que integram os órgãos temáticos de Pesca, Turismo, Meio Ambiente e Assuntos Municipais, no Legislativo, com até 60 dias para a conclusão dos trabalhos.

“A Apa da Baleia Franca é fundamental para a região, não apenas pela proteção dos animais, mas também por conta de sua importância turística, uma vez que todos os anos milhões de visitantes se deslocam até o local para contemplar esse espetáculo da natureza. É o turismo alinhado à preservação ambiental que precisa ser debatida com todos para que continuem sendo protegidos e preservados”, explica o parlamentar, que diz ter recebido sugestão da Câmara de Jaguaruna.

A Apa foi criada em 2000 com intenção de promover a proteção à baleia-franca e ordenar e garantir o uso racional dos recursos naturais da região, a ocupação e utilização do solo e das águas, bem como ordenar o uso turístico e recreativo, atividades de pesquisa e o tráfego local de embarcações e aeronaves.

A área tem 156 mil hectares e 130 km de costa marítima e abrange dez municípios, são eles: Içara, Florianópolis, Garopaba, Imbituba, Jaguaruna, Laguna, Palhoça, Paulo Lopes, Tubarão e Balneário Rincão.

Notícias relacionadas