Cientista lagunense relata situação de cidade em que ponte caiu nos EUA

Ocorrido foi na madrugada desta terça-feira, 26. A estrutura, de 2,6 km, foi atingida por um navio cargueiro que teve pane elétrica.

Moradora de Baltimore, no estado de Maryland (EUA), a lagunense Maíra Assunção Bicca, cientista da Universidade Johns Hopkins, relatou ao Portal Agora Laguna a situação vivida no município após a queda da ponte Francis Scott Key.

“A ponte era um caminho de fácil acesso para os moradores atravessarem sem pagar pedágios. O maior problema para a Guarda Costeira é que em Baltimore nessa madrugada estava muito frio e a preocupação é que a maior parte das pessoas [que caíram] tenha sofrido hipotermia. É uma tragédia”, narrou Maíra. Ouça acima.

O ocorrido foi na madrugada desta terça-feira, 26. A estrutura, de 2,6 km, foi atingida por um navio cargueiro que teve pane elétrica. Um alerta à Guarda Costeira permitiu evacuação da ponte, embora, mesmo com o esforço, cerca de dez pessoas caíram no mar – duas foram resgatadas, segundo a imprensa local.

A Francis Scott, localizada sobre o rio Patapsco, havia completado 46 anos de inauguração há três dias e vinha passando por trabalhos de manutenção. O prefeito Brandon Scott assinou ordem executiva e decretou situação de emergência na cidade. Já o presidente Joe Biden informou que o governo federal tem interesse na reconstrução.

Notícias relacionadas