Previous
Next

Espécie ameaçada, toninha é encontrada em avançado estado de decomposição

Toninha, que é facilmente confundida com um boto, é uma das espécies mais ameaçadas de extinção do Atlântico Sul e considerada como o menor cetáceo do mundo, já que, na fase adulta, não passa dos dois metros.
Colaboração/Agora Laguna

Uma toninha (Pontoporia blainvillei) foi encontrada morta e em avançado estado de decomposição, na manhã desta terça-feira, 9, na Praia do Sol.

Uma equipe do monitoramento de praias foi acionado para fazer o recolhimento do animal.

A toninha, que é facilmente confundida com um boto, é uma das espécies mais ameaçadas de extinção do Atlântico Sul e considerada como o menor cetáceo do mundo, já que, na fase adulta, não passa dos dois metros.

O que fazer ao encontrar animal marinho vivo ou morto

Em casos como esse, o ideal é acionar o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS). O órgão é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no polo pré-sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. Caso encontre algum animal marinho vivo ou morto, entre em contato com o projeto pelo telefone 0800 642 3341.

Notícias relacionadas