Previous
Next

Ferrovia realiza inspeção na antiga ponte de Cabeçuda

O relatório de cada OAE é feito por meio de registros fotográficos, desenhos esquemáticos da planta do tabuleiro, seções típicas transversais e longitudinal, com suas respectivas medidas principais, vista dos elementos da mesoestrutura e infraestrutura quando aparentes, anomalias encontradas e aspecto geral do ponto de vista estrutural, entre outros.
Divulgação/FTC

A Ferrovia Tereza Cristina (FTC) realizou nesta quinta-feira, 21, uma inspeção cadastral regida pelas Normas Brasileiras Regulamentadoras (NBR) das Obras de Arte Especiais (OAE) na ponte Henrique Lage, em Cabeçuda.

A iniciativa faz parte de uma das exigências do contrato de concessão e propõe-se garantir a segurança da operação ferroviária. “Ao realizar inspeções periodicamente é possível acompanhar, tecnicamente, as condições das OAE’s em termos de conservação estrutural, funcional e de durabilidade, o que é crucial para a análise da infraestrutura do transporte ferroviário, diante das variadas manifestações patológicas que possam surgir,” afirma o gerente do Departamento de Manutenção de Via Permanente, engenheiro Dirceu Oliveira.

O relatório de cada OAE é feito por meio de registros fotográficos, desenhos esquemáticos da planta do tabuleiro, seções típicas transversais e longitudinal, com suas respectivas medidas principais, vista dos elementos da mesoestrutura e infraestrutura quando aparentes, anomalias encontradas e aspecto geral do ponto de vista estrutural, entre outros.

A inspeção na antiga ponte foi realizada em parceria com a Empresa ASL Empreiteira, que conta com profissionais aptos a inspecionar estruturas de concreto e aço, que definem e acompanham a realização de ensaios necessários, com apoio da Qualify Laboratório.

Divulgação/FTC

Notícias relacionadas