Operação contra organização criminosa cumpre mandados em Laguna

Divulgação/PC
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 180 visualizações,  28 views today

Cinquenta mandados judiciais são cumpridos em várias cidades de Santa Catarina pela Polícia Civil contra uma organização criminosa paulista atuante no estado. A ação envolve várias delegacias e foi deflagrada pela Polícia Civil nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira, 3.

A Operação Rescaldo é um trabalho investigativo da Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), envolvendo 60 agentes para cumprir 34 mandados de prisão temporária e 16 de busca e apreensão.

Os números divulgados pela Polícia Civil indicam que Laguna lidera o número de ordens judiciais expedidas, com cinco mandados nos bairros Campo de Fora e Progresso. Em Laguna, equipes da DIC, DPCAMI e DPCo realizaram o apoio tático operacional à operação, vindo a efetivar duas prisões em flagrante, por tráfico de drogas  e posse ilegal de arma de fogo.

De acordo com o delegado Bruno Fernandes, coordenador da DIC de Laguna, “a operação hoje deflagrada, por intermédio das suas respectivas unidades policiais e auxiliadas por seus delegados titulares, Franco Reginato e William Testoni, permitiu a apreensão de um revólver calibre .38, munições do mesmo calibre, variadas porções de maconha e cocaína embaladas e dispostas à venda, assim como diversos insumos e utensílios que viabilizarão a continuidade das investigações”.

Também são cumpridos mandados em Chapecó (quatro), Timbó (dois), Itajaí, São José, São Francisco do Sul, Jaraguá do Sul e Concórdia (um, cada).

 

Operação vem desde 2017

Desde 2017, a equipe da Draco alcançou a marca de 350 integrantes identificados, presos e indiciados em inquéritos policiais envolvendo a mesma organização. O grupo criminoso vinha intensificando a tentativa de dominar pontos de venda de drogas no território catarinense, cometendo diversos tipos de crimes.

Divulgação/PCSC