IBGE segue com inscrições abertas para Laguna em concurso do Censo 2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 144 visualizações,  16 views today

Continuam abertas as inscrições do concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) para contratação de agentes censitários e recenseadores. A seleção era para ter ocorrido no ano passado, mas foi suspensa devido à pandemia do novo coronavírus. As inscrições vão até 19 de março.

Vão ser contratados Agentes Censitários Municipais (ACM) e Supervisores (ACS) e recenseadores para atuarem na coleta de dados do Censo Demográfico de 2021. As vagas abertas são de nível médio e fundamental e estão disponíveis para todas as cidades do país.

Segundo o IBGE, os postos são temporários e os contratos têm duração prevista de três meses (recenseador) ou de cinco meses (agentes censitários), podendo ser renovados de acordo com as necessidades do órgão e a disponibilidade orçamentária.

Quem for contratado temporariamente têm direito a férias e 13º salários proporcionais, de acordo com a legislação em vigor e conforme os dispositivos estabelecidos pelos editais (acesse aqui para agentes e aqui para recenseadores). Pessoas que trabalharam recentemente como temporários, para o IBGE ou qualquer outro órgão público, também podem ser recontratadas, caso aprovados nos processos seletivos do Censo 2021.

Vagas para agentes censitários

Ao todo, são 5.450 vagas para ACM, 16.959 para ACS, sendo que as duas funções estão no mesmo processo seletivo e exigem escolaridade de nível médio. Os melhores colocados em cada município ficam com a vaga municipal e serão responsáveis pela coordenação da coleta do Censo 2021 naquela cidade.

Os demais agentes censitários supervisionam as equipes de recenseadores. As remunerações dessas duas funções são de R$ 2,1 mil para ACM e R$ 1,7 mil para ACS.

Para Laguna, nesta modalidade há uma vaga para agente municipal e cinco para agente supervisor – pessoas com deficiência (PcD) e pretas ou pardas (PPP) têm reserva de uma vaga cada. Em Pescaria Brava, foi disponibilizada apenas uma vaga para cada tipo de agente.

Vagas para recenseadores

São 181.898 vagas em todo o país. Os profissionais vão visitar as casas e entrevistas os moradores. A remuneração é feita por produtividade, conforme o número de domicílios verificados. O IBGE disponibiliza um simulados, onde os candidatos podem conferir a remuneração a ser paga, com base nos valores pagos por setor censitário nas diferentes localidades do país.

Para Laguna, o IBGE destinou 44 vagas (nove para PPP e três para PcD) recenseadores, enquanto que para Pescaria Brava foram abertos 10 postos temporários (dois para PPP e um para PcD) nesta modalidade.

As vagas abertas para recenseador são de nível fundamental. O IBGE diz que o ideal é que os candidatos a estes postos sejam moradores da própria cidade, pois facilita o trabalho, além de possibilitar economia de recursos e dinamizar as visitas domiciliares.

Inscrições

As inscrições são feitas pela internet, através do site da organizadora do processo seletivo, o Cebraspe (acesse aqui).  As taxas de inscrição para as funções de nível médio é de R$ 25,77 e para recenseador, de R$ 39,49. Os valores são pagáveis em qualquer banco, casa lotérica ou pela própria internet.

Provas

Segundo o órgão, para ambas as funções as provas serão realizadas nos próprios municípios. Os editais com os locais de avaliação vão ser divulgados em 9 de abril (ACM/ACS) e 16 de abril (recenseadores). O cronograma completo dos processos seletivos pode ser encontrado nos editais.

As provas acontecem em 18 de abril de maio para agentes e em 25 de abril para recenseadores. Os teses serão realizados presencialmente, acompanhando os protocolos sanitários de prevenção da Covid-19. A diferença de datas permite ao candidato participar dos dois processos seletivos.

Os testes para recenseador são de modalidade objetiva com caráter eliminatório e classificatório com dez questões de Língua Portuguesa, dez de Matemática, cinco sobre ética no serviço público e 25 questões de Conhecimentos Técnicos.

Já os candidatos a agentes terão prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com dez questões de Língua Portuguesa, dez questões de raciocínio lógico quantitativo, cinco questões de ética no serviço público, 15 questões de noções de administração/ situações gerenciais e 20 questões de Conhecimentos Técnicos. Os links para conferir as documentações dos conteúdos programáticos estão no edital.