Partido Liberal de Laguna decide suspender três candidatos a vereador

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 212 visualizações,  4 views today

Três candidatos a vereador do Partido Liberal (PL) em Laguna foram suspensos temporariamente por doze meses pelo diretório municipal. A medida foi tomada em 26 de outubro, mas só tornada pública nesta quarta-feira, 4. Francini Rafael Albino, Nanci Martins e Piter Flores, com a decisão, correm o risco de perderem as candidaturas.

No documento, a executiva deixa claro que a decisão se deu por conta de nítido apoio do trio a um candidato a prefeito adversário, juntando provas de participação deles em atos promovidos pela coligação oposta como “bandeiraços”. O PL formou coligação com o partido Cidadania e lançou na majoritária o nome do policial militar Evandro Farias como concorrente à vaga de prefeito.

Para a executiva municipal, o gesto “fere frontalmente o estatuto partidário a que estão filiados, além do uso de referências desairosas ao candidato à majoritária do próprio partido”. O PL de Laguna registra no documento que a medida implica na “exclusão do nome dos infratores de chapas do partido para disputas eleitorais, durante o prazo da suspensão, além de consequente cancelamento de registro de candidatura”. Os três entraram na legenda às vésperas do término do prazo de filiação entre março e abril.

Portal Agora Laguna apurou que o trio foi notificado e que a resolução já foi encaminhada ao diretório do partido em Santa Catarina, à 20ª Zona Eleitoral de Laguna e à promotoria eleitoral, para continuidade dos processos de suspensão da filiação. A suspensão dos direitos de filiação pode implicar na perca das candidaturas, se confirmado pela Justiça Eleitoral.

Candidatos se mantém tranquilos

Ouvidos pela reportagem, o trio de candidatos suspensos manteve um discurso de tranquilidade. Os três afirmaram que a campanha permanece normalmente.

“Nada a declarar estou fazendo a minha campanha”, respondeu Nanci Martins. A afirmação também foi compartilhada por Francini Albino: “No momento nada à declarar. Sigo firme na minha campanha”.

“Sentimento de tristeza, mas ao mesmo tempo de confiança. Eu confio muito no nosso jurídico que está cuidando da situação. Não concordo com a decisão do partido, respeito, mas não concordo. Faltam 12 dias para a eleição, vou continuar focado nos meus trabalhos. Vou deixar na mão do jurídico, que é capacitado para estar resolvendo”, disse Piter.