Foto: Polícia Civil

O último suspeito de estar envolvido em um furto em um estabelecimento comercial localizado no bairro Estiva, em Pescaria Brava, foi detido nesta quinta-feira, 23, pela Polícia Civil. Na ocasião, três homens entraram em uma ótica armados e roubaram do local cerca de 35 relógios e um aparelho celular.

A prisão ocorreu após representação do delegado de polícia que preside o inquérito, com manifestação favorável do Ministério Público e o decreto judicial. Com isso, uma nova operação policial foi realizada para o cumprimento da prisão temporária, que contou também com a participação do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) de Tubarão.

Na ação, ainda foi recuperado com o detido um relógio roubado. Os trabalhos decorrem de investigação que apura o crime de roubo ocorrido no dia 26 de junho. Com o compartilhamento de informações entre órgãos de segurança pública, que incluem as delegacias de Pescaria Brava e Capivari de Baixo, bem como a Polícia Militar de Capivari de Baixo, foram apurados elementos que chegaram na identificação de três suspeitos.

No último dia 14, uma operação cumpriu três mandados de prisão temporária e quatro mandados de busca e apreensão domiciliar. Os mandados foram cumpridos nas cidades de Capivari de Baixo e de Gravatal.

“De três prisões temporárias, conseguimos cumprir duas. Um dos alvos conseguiu se evadir quando chegamos a residência dele e está foragido”, afirmou na época, o delegado de polícia William Testoni, coordenador dos trabalhos investigativos. Dois relógios foram recuperados e reconhecidos pelo proprietário.

A operação contou com a participação de mais de 20 policiais civis das delegacias de Pescaria Brava, Laguna (DPCo, DIC e DPCAMI), de Capivari de Baixo (DPCo) e da DPMu de Gravatal, além do apoio da Polícia Militar.

Relembre o caso

Segundo relato do proprietário à PM, ele estava no interior do estabelecimento quando parou um veículo GM Corsa, modelo antigo, na cor branca, de duas portas e para-choque preto, em frente à loja, desceram do interior dois homens.

De acordo com a vítima, um tinha pele clara, estatura mediana, estava com uma blusa preta com capuz e máscara, e estava em posse de um revólver. Eles mandaram a vítima deitar-se no chão e em seguida subtraíram em torno de 30 relógios de pulso, das marcas Champion, Lince e Xgames e um celular Samsung, modelo A8 Plus de cor preta.

Na fuga um dos autores efetuou um disparo de arma de fogo no lado de fora do estabelecimento. Populares informaram que o veículo seguiu sentido Capivari de Baixo pela BR-101 e que a placa do carro, a princípio, havia os numerais 2888.