Divulgação

Outro palco importante da cultura de Laguna, a sede da centenária Sociedade Recreativa União Operária, no Centro Histórico, está prestes a ser devolvida de volta ao cotidiano da comunidade. Iniciadas em março do ano passado, as obras de restauração e ampliação da estrutura estão concluídas.

O prédio pertence ao clube desde 1921, quando foi adquirido pela sociedade, fundada em 1903. Há anos precisava de retoque estruturais, indo da pintura das paredes à troca do piso.

O projeto de revitalização do imóvel incluiu a reforma dos banheiros, telhados, construção de uma cozinha e instalação de uma plataforma elevatória para facilitar o acesso de pessoas com deficiências físicas. “Para o clube vai ser de muita utilidade”, resumiu o presidente Geraldo Viana, quando do anúncio da restauração em 2018.

A revitalização da sede vai permitir que seja ampliada a gama de eventos realizados no local, possibilitando que o clube arrecade mais fundos para garantir sua manutenção.

A entrega oficial deve acontecer nos próximos meses. “A obra do clube União Operária está finalizada. Agora faltam os termos mais burocráticos que é encerrar o contrato com a empresa, fazer a entrega da obra aos diretores do clube”, esclarece a chefe do escritório técnico do Iphan em Laguna, Ana Paula Cittadin.

De acordo com Ana Paula, ainda não há uma data fixada para a realização desse ato de entrega da obra à sociedade por causa da pandemia do novo coronavírus. A realização de uma cerimônia está descartada, à exemplo do que ocorreu com a entrega da revitalização da sede da Carlos Gomes, na última semana. “Vamos aguardar que dê uma acalmada na pandemia para agendar algo”, diz a arquiteta.

A obra custou R$ 728.418,85 e foi realizada a partir do lote de verbas do governo federal por meio do programa de PAC das Cidades Históricas. A operação foi executada pela construtora Magapavi.

Divulgação