Laguna pode integrar projeto federal de ‘turismo inteligente’; entenda

“O DTI é uma ação que transformará realidades, conferindo mais competitividade aos nossos destinos por meio do fortalecimento de eixos estruturantes que se relacionam com o turismo, como acessibilidade, sustentabilidade e inovação. É mais investimento no turismo do nosso Brasil”, destaca a ministra do Turismo, Daniela Carneiro.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Laguna está entre as 42 cidades habilitadas para fazerem parte da estratégia de Destinos Turísticos Inteligentes (DTI), do Ministério do Turismo. A relação foi divulgada nesta terça-feira, 9, e faz parte de uma iniciativa que visa oferecer às prefeituras consultoria para realizar diagnóstico e auxiliar na construção de um plano de transformação, bem como apoiar no planejamento de um sistema de gestão de DTIs.

Dos 42 cidades, apenas dez vão passar à próxima fase. Segundo o governo federal, a divulgação final da primeira etapa ocorrerá no dia 17 de maio, momento em que será iniciada a fase de análise dos documentos classificatórios. Os classificados serão conhecidos de forma preliminar em 26 de maio e o resultado final do edital, com o anúncio dos dez classificados, será realizado no dia 7 de junho.

As cidades que integrarão o projeto que visa transformá-las em DTIs vão passar por um diagnóstico que apontará uma estratégia para o desenvolvimento do turismo local, além da capacitação de gestores locais do setor. Os municípios definirão os seus cronogramas de implantação com base nos resultados da avaliação realizada e de acordo com as principais necessidades e possibilidades de cada um. O trabalho desenvolvido segue nove pilares: Governança; Inovação; Tecnologia; Sustentabilidade; Acessibilidade; Promoção e Marketing; Segurança; Mobilidade e Transporte; e Criatividade.

“O DTI é uma ação que transformará realidades, conferindo mais competitividade aos nossos destinos por meio do fortalecimento de eixos estruturantes que se relacionam com o turismo, como acessibilidade, sustentabilidade e inovação. É mais investimento no turismo do nosso Brasil”, destaca a ministra do Turismo, Daniela Carneiro.