Família lamenta morte de homem de 45 anos por complicações da Covid

"Era uma pessoa brincalhona, sorridente. Com ele não tinha tempo ruim, amava a vida, a família e o hobby preferido dele era cuidar de passarinho", recorda a sobrinha Roana Brandes Flores.
Arquivo pessoal
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 12,600 visualizações,  52 views today

Morador de Cabeçuda, Marcos de Bem Flores, 45 anos, morreu na noite desta sexta-feira, 9, vítima de paradas cardíacas provocadas pelas complicações do novo coronavírus. Ele deixa esposa e duas filhas.

O lagunense, que trabalhava como entregador, estava internado no Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, de Laguna, há cerca de duas semanas. “Era uma pessoa brincalhona, sorridente. Com ele não tinha tempo ruim, amava a vida, a família e o hobby preferido dele era cuidar de passarinho”, recorda a sobrinha Roana Brandes Flores, 20.

Marcos Flores será sepultado neste sábado, 11, às 15h, no cemitério da comunidade de Parobé, no Distrito de Ribeirão Pequeno. Ele viveu a infância na localidade e depois se mudou para o bairro Cabeçuda, onde era muito conhecido. O velório ocorreu na capela mortuária da Igreja São Pedro Apóstolo e foi restrito apenas à família, devido às normas de restrição social do novo coronavírus.