Dados do Caged apontam geração de empregos negativa em fevereiro, em Laguna

No segundo mês do ano, Laguna fecha com mais demissões. São 273 desligamentos, contra 249 admissões. Isso dá à cidade o saldo negativo de 24 postos de trabalho fechados em fevereiro, contrapondo o desempenho positivo de 90 vagas abertas em janeiro.
Divulgação
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 1,359 visualizações,  4 views today

Atualizados nesta terça-feira, 30, os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), referentes a fevereiro, indicam saldo negativo na geração de empregos no mês passado. Pescaria Brava obteve números positivos. Os dados são foram compilados pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia.

No segundo mês do ano, Laguna fecha com mais demissões. São 273 desligamentos, contra 249 admissões. Isso dá à cidade o saldo negativo de 24 postos de trabalho fechados em fevereiro, contrapondo o desempenho positivo de 90 vagas abertas em janeiro.

Números do Caged mostram que o índice negativo foi gerado pelas baixas no comércio. Apenas 63 foram contratados em fevereiro, contra 143 demitidos, o que dá saldo de 80 vagas a menos na cidade. O setor de serviços foi o que mais contratou com 125 e, mesmo desligando 103 funcionários, encerrou o mês em índice favorável de 22 vagas geradas a mais.

O setor de indústria em geral teve 48 admissões e 13 contratações, ou seja, saldo positivo de 35 vagas. A agropecuária contratou nove e demitiu oito, ficando com uma vaga a mais e a construção civil, desligou seis e admitiu quatro, o que gera saldo negativo de dois postos de trabalho.

Pescaria Brava

A cidade registrou a admissão de 33 pessoas e a demissão de 21, gerando saldo positivo ajustado de 12 contratações.

No comércio de Pescaria Brava, foram registradas 15 contratações contra três demissões, o que gera saldo de 12 admissões. Já o setor de serviços teve nove admissões contra oito desligamentos, tendo saldo positivo de uma contratação.

A construção somou quatro contratações frente a três demissões, também com saldo de apenas um novo posto de trabalho gerado. Único setor a fechar em baixa, a indústria em geral teve duas vagas a menos (cinco admissões e sete desligamentos).

Geral

O Brasil teve saldo positivo na geração de empregos no acumulado geral. O país tem 401.639 postos de trabalho formais a mais que demissões. Dentro desses dados, há o índice de Santa Catarina que teve saldo positivo de 33.994 novas vagas.