Quarto candidato a ser entrevistado, o candidato a prefeito Pedro Paulo Alves (Paulinho da Magapavi), da coligação Laguna tem pressa (Solidariedade/PT) foi o convidado do programa Senadinho da Difusora, na noite de segunda-feira, 19. A atração foi ar pela Rádio Difusora de Laguna com retransmissão online pelo Portal Agora Laguna.

A entrevista abriu com o candidato resgatando sua trajetória de vida, passando pelo Exército à criação da empresa de construção civil, que empresta nome ao apelido de campanha. Elencando saúde, turismo, geração de empregos e educação como principais bandeiras, justificou a decisão de sair candidato: “Tem 31 anos que estou em Laguna e vejo que a cada ano que passa a cidade está caminhando para trás e isso começou a me despertar para colocar meu nome à disposição”.

Pedro Paulo Alves anunciou que pretende enxugar a máquina com corte de cargos comissionados – representando, segundo ele, em redução de pagamento com os encargos trabalhistas relacionados à manutenção dessas funções –  e fusões de secretarias, prometendo a valorização do servidor público e capacitação para substituir os cargos extintos.

O candidato também adiantou que, caso eleito, pouco modificaria o Plano Diretor da cidade, que entrará em revisão a partir de 2023. “Do jeito que está, tem que ser pouco mudado. Mas eu aprovaria do jeito que está. Tive olhando o Plano Diretor e acho que não está tão ruim”, disse. A ampliação de andares em prédios no Mar Grosso foi indicada como um dos pontos que poderiam ser autorizados em uma revisão da legislação, atendendo a alguns requisitos.

Mostrando estar tranquilo, ao responder uma pergunta sobre como via seu nome ter sido citado na Operação Seival II, defendeu sua honestidade no caso. “Cheguei e respondi tudo, e fui liberado. Mas tem muita gente envolvida. Agora, olha e vê se me tornei réu? Tem 22 réus e eu não sou réu”, rebateu. “Quem não deve, não teme”, frisou.

Coligado com o Partido dos Trabalhadores (PT), Alves assegurou que não tem medo de que a rejeição sofrida pelo partido nos últimos anos prejudique a campanha. “Convidei a Tanara independente de partido. Gostaria que ela viesse comigo […] Ela poderia estar em qualquer outro partido, seria a pessoa que eu ia convidar para ser minha vice. Quanto a isso não temo nada. Onde a gente vai, as pessoas reconhecem o trabalho dela”, garantiu.

Pedro Paulo Alves tem como candidata a vice, a advogada Tanara Cidade de Souza, do PT. Essa é a primeira eleição que ele disputa em Laguna após mais de 20 anos de atuação empresarial na cidade juliana.

Senadinho da Difusora

Senadinho da Difusora vem sendo apresentado com enfoque nas eleições municipais de novembro. Na próxima segunda-feira, 26, o programa entrevista o candidato a prefeito de Laguna, Gilberto Sousa e Silva (PSC). Já nesta sexta-feira, 23, o entrevistado é Cláudio Calegari (PT), candidato a prefeito em Capivari de Baixo.