UTI: ‘Acredito que teremos equipe completa até semana que vem’

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 732 visualizações,  8 views today

Apesar da escassez de mão-de-obra para atuar no setor de terapia intensiva, o Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos de Laguna acredita que conseguirá montar a equipe para atuar em sua UTI até a próxima semana. A previsão foi feita pela presidente Tatiana Mansur Blosfeld, um dia após o anúncio de que o governo do Estado auxiliará no custeio até dezembro dos dez leitos de terapia intensiva da unidade.

A ideia é que a UTI comece as atividades já em 1º de agosto, para receber, nesse primeiro momento, apenas pacientes com confirmação para coronavírus. O setor de Recursos Humanos do hospital já faz os primeiros contatos com profissionais da área para virem atuar na unidade de Laguna.

“A gente precisa na parte médica de intensivistas e de médicos com experiência em UTI. Temos na região esses profissionais e já fazemos contatos. Acredito que teremos essa equipe completa até a semana que vem”, previu, em entrevista à Rádio Difusora, na manhã desta quarta-feira, 22.

Ainda de acordo com a presidente do hospital, a data de entrega oficial do setor continua marcada para 29 de julho, dia do aniversário da cidade Laguna e os leitos já estão todos equipados, com os materiais necessários. “A estrutura está pronta, não só na estrutura física, mas a parte de material também”, resumiu.

O custeio da UTI até dezembro será feito com recursos repassados pelo Governo de Santa Catarina e a partir de janeiro de 2021, para a continuidade do setor, já recebendo pacientes convencionais, a ideia é buscar com toda a região da Amurel contribuição financeira necessária que permita ao hospital de Laguna manter os leitos ativos.

“É fundamental o comprometimento da região e não só o município. Se não houver esse entendimento, talvez tenhamos dificuldade de manter a UTI de forma convencional a partir de janeiro de 2021, é importante que a região entenda que todos têm que participar dessa construção e não só o município de Laguna”, disse o secretário estadual de Saúde, André Motta Ribeiro, logo após a reunião realizada em Florianópolis, onde foi anunciada a abertura dos leitos em agosto.

Ouça entrevista de Tatiana Mansur Blosfeld

Nota oficial

O hospital Senhor Bom Jesus dos Passos divulgou ainda na terça-feira, uma nota oficial referente à reunião realizada na capital catarinense. Leia o texto na íntegra:

A Direção do Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos, esteve em reunião na
manhã de hoje (21/07/2020), com o Secretário Estadual de Saúde, Dr. André Motta, o Prefeito de Laguna, Mauro Vargas Candemil, a Secretária de Saúde de Laguna, Valéria Olivier Alves, a Assessora Especial de Gabinete da Prefeitura, Deise Daiana Xavier Cardoso, Presidente da Câmara de Vereadores, Cleosmar Fernandes, Presidente do Sindicato Patronal – SINDILOJA, Natanael Wisintainer e o Vice Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas – CDL, Samir Ahmad, para discussão da abertura dos Leitos de Terapia Intensiva do Hospital de Laguna.

Na reunião foi deliberada a abertura de 10 Leitos da Unidade de Terapia Intensiva
exclusivos para Covid-19, a partir do dia 01/08/2020, através de habilitação com o Ministério da Saúde. O custeio integral dos leitos ficará por responsabilidade do Governo Federal e Estadual até o final da habilitação Covid-19 em 31/12/2020.

Durante esse período o poder municipal de Laguna juntamente com a classe empresarial
presentes na reunião, se comprometeram em buscar o recurso que falta para o custeio integral da Unidade de Terapia Intensiva e assim manter o funcionamento da Unidade após a pandemia, com uma nova habilitação no Ministério da Saúde para Unidade de Terapia Geral, que será solicitada por esta casa de saúde.

Destaca-se que, o custo mensal de manutenção de 10 leitos de uma Unidade de Terapia
Intensiva no estado de Santa Catarina gira em torno de R$ 470 mil (quatrocentos e setenta mil reais).

Ressalta-se que, a habilitação dos leitos através da Portaria do Ministério da Saúde,
destinará ao hospital um aporte financeiro no valor aproximado de R$ 219 mil reais (duzentos e dezenove mil reais) mensais, conforme consta no PAR – Plano de Ação Regional de 2018, encaminhado ao Ministério da Saúde pela RUE – Rede de Urgência e Emergência.

Desta forma, para o prosseguimento do pedido de credenciamento de habilitação dos 10 leitos de UTI, a partir de Janeiro/2021, é imprescindível e determinante, que a diferença de R$ 251 mil reais (duzentos e cinquenta e um mil reais) mensais entre o Custeio Real para
Manutenção da UTI e o Valor do Repasse do Ministério da Saúde, sejam garantidos, na sua
forma definitiva e por prazo indeterminado.

Sendo assim, o Hospital só poderá ter a abertura definitiva da Unidade de Terapia
Intensiva à partir de Janeiro/2021, com o apoio conjunto das instituições supracitadas, para viabilizar a diferença para o custeio integral da Unidade.

Notícias relacionadas