Foto: Fred Brutus

Acompanhando a tendência de adotar medidas mais pesadas de enfrentamento ao novo coronavírus na região de Laguna, a cidade de Pescaria Brava anunciou as medidas que tomará a partir de quinta-feira, 16, com vigência para os próximos nove dias.

Em publicação nas redes sociais, o prefeito Deyvisonn de Souza (MDB) trouxe o resumo dos pontos e conforme as informações apresentadas, o decreto da cidade não foge à regra do que será feito em boa parte dos municípios da Amurel.

A cidade suspendeu a abertura do comércio, bancos, casas lotéricas e determinou normas para estabelecimentos de abastecimento como supermercados, padarias, entre outros. As medidas valem até 24 de julho.

Pescaria Brava é uma das cidades mais novas do Brasil e tem população de pouco mais de 10 mil habitantes. O município já registrou 83 casos de coronavírus, sendo que 52 estão recuperados. Duas mortes já foram notificadas desde o começo da pandemia.

Pontos do decreto

Atendimento em bancos e lotéricas — suspenso até 24 de julho. Autorizado apenas uso de caixas eletrônicos e outros meios não presenciais.

Autoescola, despachantes e cartórios — atendimento suspenso.

Atendimento ao público externo nos órgãos e repartições da prefeitura — suspenso até 24 de julho.

Unidades Básicas de Saúde — atendem apenas atendimentos clínicos em horário habitual de funcionamento. Consultas eletivas com médicos especialistas estão suspensas.

Laboratórios clínicos de coleta e odontologia – abrem com 40% da capacidade de atendimento, respeitando normas sanitárias de prevenção.

Agropecuárias, farmácias e postos de combustível — funcionam normalmente, com 50% da capacidade e respeitando normas sanitárias.

Atividades industriais — permitidas, desde que operando com 50% da capacidade.

Lanchonete, restaurante e loja de material de construção — apenas liberado o serviço de tele-entrega (delivery).

Comércio em geral, bares, restaurantes, academias e igrejas — suspensos até 24 de julho.

Serviços de estética e beleza — suspenso até 24 de julho.

Padarias, peixarias e açougues — abrem até 20h, para retirada de produtos no balcão. Não comercializam bebidas alcoólicas e não podem permitir consumo no local. Atendimento a apenas 40% do público.

Supermercados,mercados e mercearias — atendem com 40% da capacidade, observando normas sanitárias.