Felipe Estevão (PSL) sobre CPI dos Respiradores: ‘Se há crime de corrupção, cadeia’

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 540 visualizações,  4 views today

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) instaurou, na terça-feira, 5, uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar a compra de 200 respiradores artificiais pela Secretaria de Estado da Saúde (SES). A aquisição dos equipamentos teria sido irregular, segundo reportagem publicada pelo The Intercept Brasil.

A CPI é formada por nove deputados: Sargento Lima (PSL, escolhido presidente), Valdir Cobalchini (MDB, vice), Ivan Naatz (PL, relator), Moacir Sopelsa (MDB), Felipe Estevão (PSL), João Amin (PP), Milton Hobus (PSD), Marcos Vieira (PSDB) e Fabiano da Luz (PT).

The Intercept apontou que o Estado pagou R$ 33 milhões pela aquisição dos aparelhos e a empresa contratada, Veigamed, ainda não entregou. Uma reportagem do jornal Notícias do Dia, de Florianópolis, publicada nesta quarta-feira, 6, informa que a primeira parte da carga (50 respiradores) está para ser embarcada da China para o Brasil.

Os deputados vão apurar irregularidades que vão desde a configuração inferior à negociada, a competência da empresa na comercialização dos respiradores e suposto superfaturamento na compra. A repercussão do caso, que também é investigado pelo Ministério Público, custou o cargo do secretário de Saúde, Helton Zeferino, exonerado na última semana.

O ex-gestor disse que a empresa contratada pelo governo do Estado teria sido indicada pelo chefe da Casa Civil, Douglas Borba, que, por sua vez, teve a demissão cobrado pelos parlamentares em sessão nessa terça.

Um dos membros da CPI, o deputado Felipe Estevão conversou com a reportagem do Portal Agora Laguna. Para o parlamentar, o norte da comissão será a investigação “com responsabilidade”. “Se há crime de corrupção, cadeia. É um novo tempo no Brasil e corrupção não dá mais”, enfatizou Estevão.

O parlamentar também comentou sobre a UTI do Hospital de Caridade Senhor Bom Jesus dos Passos e frisou que a abertura desafogaria o setor de terapia intensiva da região. “São vidas [que podem ser perdidas sem o setor] e não vamos medir esforços. Se Deus quiser vamos inaugurar essa UTI”, garantiu.

Ouça entrevista com Felipe Estevão (PSL):

Notícias relacionadas