Interditado desde 2018, Memorial Tordesilhas apresenta corrosão em estruturas metálicas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on telegram

 728 visualizações,  4 views today

Interditado desde o fim do ano passado, o Memorial Tordesilhas, prédio que servia como sede à Fundação Lagunense de Cultura (FLC), voltou a ser notícia nesta semana com a divulgação de fotos em que técnicos da Defesa Civil municipal apareciam escorando a estrutura que sustenta o segundo andar da construção. A edificação é histórica e data de 1904.

“Estivemos colocando apenas escoras. Não há risco de desabamento da estrutura. É tudo especulação”, afirma o coordenador da Defesa Civil de Laguna, Antônio da Silva. A fundação divulgou uma nota oficial na tarde desta terça-feira, 09, sobre assunto em que credita a necessidade do escoramento por “processos de corrosão nos pilares e vigas metálicos que suportam a carga da passarela de acesso” entre as as partes histórica e nova do edifício.

A prefeitura publicou no Diário Oficial de segunda-feira, 08, a abertura de um crédito suplementar no orçamento da FLC, no valor de R$ 640 mil. O texto não diz a destinação do recurso, que será feito por meio de aplicação direta. “Essa solicitação foi feita antes de eu assumir, mas acredito sim que tenha relação. São vários imóveis que passarão por obras com recursos próprios: Memorial Tordesilhas, Museu Anita Garibaldi, por exemplo”, afirma a presidente interina da fundação, Mirella Honorato.

O ex-presidente da FLC, Márcio José Rodrigues Filho, em contato com o Portal Agora Laguna disse: “Solicitei que fosse realizada uma perícia na edificação. No entanto, o valor de referência não corresponde nem de perto no valor deste crédito suplementar”. Ainda segundo ele, o recurso, pelo montante, pode ser destinado para outras ações da fundação.

Segundo a secretária de Administração, Finanças e Serviços Públicos, Luciana Fernandes Pereira, a abertura do crédito é referente às “obras do mercado, que teve ajustes de dotação”. A questão está sendo analisada pelo governo municipal.

Confira a nota 

A Fundação Lagunense de Cultura vem a público esclarecer a respeito das atuais condições em que se encontra a edificação do Memorial Tordesilhas. Em dezembro de 2018 a edificação foi interditada após o princípio de incêndio ocorrido no quadro de distribuição de energia afetando toda a rede elétrica do prédio.

Foram identificados focos de infiltração através da cobertura de telhas metálicas danificadas pelo pelo processo de corrosão. Têm sido observados e monitorados também focos de corrosão nos pilares e vigas metálicos que suportam a carga da passarela de acesso entre a edificação nova e a edificação antiga, localizada no pátio. Após a avaliação da Defesa Civil, foi realizado como medida emergencial de segurança e para evitar danos graves à estrutura o escoramento da passarela, com escoras de eucalipto roliço.

Diante da situação a edificação ainda deverá permanecer interditada. Cientes e empenhados na recuperação da edificação como um todo, a FLC solicitou junto à Administração Municipal a avaliação técnica e laudo de engenharia estrutural especializada em elementos metálicos, para então poder encaminhar devidamente os restauros e reformas necessários para reabertura do prédio.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Notícias relacionadas