Foto: Elvis Palma

A situação da rede de esgoto do bairro Mar Grosso, causada por um entupimento no emissário submarino há pelo menos trinta dias, continua sem solução. Diariamente caminhões de uma empresa contratada pela agência da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) está transportando os dejetos retirados da rede de esgoto para a estação de tratamento (ETE), localizada na Vila Vitória.

Uma outra empresa está fazendo o trabalho de desentupimento com mergulhadores e equipamentos como sonar. Um novo sistema de coleta será montado como forma de solução temporária enquanto as obras de redirecionamento do esgoto não forem iniciadas. “Faremos uma rede de esgoto provisória, saindo da travessa Carazinho até a nossa bacia B que fica no molhes de onde vai para ETE”, garante Giovani Pickler, chefe da agência da Casan em Laguna.

Segundo Pickler é a terceira vez que esse problema acontece, sendo que nas duas últimas a solução foi rápida. “Ele entope em virtude da maré alta. Estamos encontrando dificuldades para solução, já que a empresa contratada já está aí há quase um mês, com mergulhadores e equipamentos e não está conseguindo”, comenta.

Prefeitura divulga nota

Sobre o assunto, a prefeitura de Laguna divulgou a seguinte nota na tarde desta quinta-feira, 27:

A Casan informou que a partir de hoje, 27, inicia a obra, provisória, para redirecionamento da rede de esgoto que atualmente é despejada no emissário submarino para a estação de tratamento de esgoto da Vila Vitória. Por isso, nos próximos dias, será feita a rede com tubulação nova da travessa Carazinho até a av. Aderson Pinho Remor (próximo ao Porto de Laguna), que da acesso aos Molhes.

A Casan pede que os motoristas fiquem atentos ao estacionar do lado direito deste trecho onde estará sendo executada a obra.