Previous
Next

Reunião define instalação de placas informando sobre proibição de redes de emalhe

Com tamanho de 2x1m, devem ser fixadas nos próximos dias as placas indicativas acerca da lei municipal nº 1998/2018, que trata da proibição de pesca com rede de emalhe no rio Tubarão, nos limites de Laguna. A definição da instalação da sinalização foi feita durante reunião na sede da Polícia Militar Ambiental, realizada nesta segunda-feira, 19.

As placas serão distribuídas em pontos próximo aos locais em que a população dos botos-pescadores costumam viver. A princípio, a implantação será feita pela polícia ambiental e guarda municipal, na poligonal de preservação determinada pela legislação: Molhes da Barra, Ponta da Barra, praia do Seis, Campos Verdes, Madre, Cigana, Areal, Centro Histórico, região da balsa no Magalhães e “Arrebentão”.

Caso seja visto alguma infração referente ao usos dessas artes de pesca ilegais, a prefeitura de Laguna disponibilizou dois canais de comunicação, pelos telefones da Guarda Municipal, 9 9180-1185; e da Flama, 3644-5538.

Sinalização também na cidade azul

Recentemente em Tubarão foi aprovada lei similar para proteger os botos e o município deverá instalar sinalização semelhante à de Laguna. No encontro também foi ressaltada a importância de outros municípios à causa.

“Fizemos também uma ‘cobrança’ salutar para que o município de Capivari de Baixo esteja aderindo à lei para que todo o complexo do rio Tubarão, entre as três cidades possam ser abrangidos”, destaca o vereador Peterson Crippa (PP), que participou do encontro.