Vereadores abrem CPI do Lixo por suspeita de irregularidade na contratação de empresa

Nova CPI foi aprovada na noite desta segunda-feira, 17.
Ilustrativa

A Câmara de Vereadores de Laguna abriu uma nova Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar suposta irregularidade na contratação emergencial da Plural Serviços, do Rio de Janeiro, para fazer o serviço de coleta de lixo na cidade.

O pedido de CPI foi feito pelo vereador Kleber Roberto Lopes (PP) e lido na sessão da noite desta segunda-feira, 17. “Não houve divulgação pela prefeitura municipal do processo de contratação, em especial o estudo técnico preliminar, termo de referência ou contrato e o único documento disponibilizado é uma justificativa assinada pelo secretário da Fazenda, Administração e Serviços Públicos”, disse o vereador no pedido.

O órgão legislativo foi aberto automaticamente por ter sido assinado pela maioria qualificada dos vereadores. Assinaram o pedido, além do autor, os seguintes edis: Gustavo Cypriano (MDB), Patrick Mattos (PP), Hirã Ramos (PL), Rhoomening Rodrigues (MDB), Deise Cardoso (Republicanos), Luiz Otávio Pereira (PL), Rodrigo Bento (Podemos) e Jaleel Farias (PSD).

Por ser aberta automaticamente pela quantidade de assinaturas, coube ao presidente definir os vereadores que participarão da CPI. A escolha recaiu sobre Anderson Silveira de Souza (Podemos), Kleber Lopes (PP) e Deise Cardoso (Republicanos). Os edis terão 90 dias para a conclusão dos trabalhos.