Saiba onde doar sangue na região de Laguna

Há critérios que permitem ou impedem uma doação de sangue, determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde e que visam à proteção ao doador e à segurança de quem vai receber o sangue.
Foto: Julio Cavalheiro/Secom

O Dia Mundial do Doador de Sangue é lembrado nesta sexta-feira, 14. Moradores de Laguna e Pescaria Brava que tenham por prática a doação voluntária podem fazê-la através da unidade de coleta do Centro de Hematologia e Hemoterapia de Santa Catarina (Hemosc) em Tubarão.

Para a diretora-geral do Hemosc, doar sangue é um gesto solidário e generoso de amor ao próximo. Este ano, em clima de Olímpiadas, o centro catarinense tem associado o esporte com a doação. “O tema ‘Pratique o bem, doe sangue’ foi definido com o intuito de conscientizar as pessoas sobre boas práticas de saúde, entre elas, a doação de sangue”, explica.

Em Tubarão, a unidade de coleta está localizada na rua Lauro Müller, de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 12h30. As doações são realizadas mediante agendamento, através do site hemosc.org.br ou pelo telefone 3444-7410.

Como doar

Há critérios que permitem ou impedem uma doação de sangue, determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde e que visam à proteção ao doador e à segurança de quem vai receber o sangue. Para fazer a doação, é necessário:

  • levar documento oficial de identidade com foto (identidade, carteira de trabalho, certificado de reservista, carteira do conselho profissional ou carteira nacional de habilitação);
  • estar bem de saúde;
  • ter entre 16 e 69 anos, sendo que adolescentes de 16 e 17 anos precisam do consentimento formal dos responsáveis;
  • pesar mais de 50 quilos.

Já as recomendações para o dia da doação incluem:

não estar em jejum;

  • fazer um repouso mínimo de seis horas na noite anterior à doação;
  • não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores à doação;
  • evitar fumar por pelo menos duas horas antes da doação;
  • evitar alimentos gordurosos nas três horas que antecedem a doação.
  • Pessoas que exercem atividades como pilotar avião ou helicóptero; conduzir ônibus ou caminhões de grande porte; subir em andaimes; e paraquedismo ou mergulho devem interromper essas atividades por 12 horas antes da doação.

O intervalo mínimo para doação, no caso dos homens, é de 60 dias, sendo permitidas até quatro doações por ano. Para mulheres, o prazo mínimo entre uma doação e outra é de 90 dias, permitindo até três doações por ano. Os cuidados pós-doação incluem:

  • evitar esforços físicos exagerados por pelo menos 12 horas;
  • aumentar a ingestão de líquidos;
  • não fumar por cerca de duas horas;
  • evitar bebidas alcoólicas por 12 horas;
  • manter o curativo no local da punção por pelo menos quatro horas.

As condições abaixo impedem a doação de sangue:

  • diagnóstico de hepatite após os 11 anos de idade;
  • mulheres grávidas ou que estejam amamentando;
  • pessoas que estão expostas a doenças transmissíveis pelo sangue, como aids, hepatite, sífilis e doença de Chagas;
  • usuários de drogas;
  • pessoas que tiveram relacionamento sexual com parceiro desconhecido ou eventual, sem uso de preservativos.

Cuidados necessários em casos de cirurgia e prazos de impedimento para doação de sangue:

  • extração dentária: 72 horas
  • apendicite, hérnia, amigdalectomia e varizes: três meses
  • colecistectomia, histerectomia, nefrectomia, redução de fraturas, politraumatismos sem sequelas graves, tireoidectomia e colectomia: seis meses.
Com informações de Agência Brasil