Presidente do Podemos deixa governo e afirma que sai por ‘posicionamentos contrários’

Dener Vieira estava no governo desde 2021, inicialmente na função de secretário de Pesca e Agricultura.
Reprodução/Instagram

O presidente da Fundação Lagunense do Meio Ambiente (Flama) anunciou, em uma rede social na manhã desta sexta-feira, 14, que pediu exoneração do governo municipal. Dener Vieira, que também lidera o partido Podemos na cidade, afirmou que tomou a decisão por “posicionamentos contrários” e “algumas inconsistências”.

Ao longo de quase três minutos, Vieira relembrou as ações que realizou pela fundação. Ele estava no governo desde 2021, inicialmente na função de secretário de Pesca e Agricultura.

“Esse motivo se dá por alguns inconsistências e também por alguns posicionamentos que vão contrários as meus princípios”, disse o agora ex-presidente, que citou não ter sido ouvido nos decretos de desapropriação de terras divulgados recentemente. “Estou me desligando por conta própria, por motivos próprios e também por conflitos de ideias”.

Vieira afirmou, ainda, que vinha adiando a decisão. Em maio, chegou a ser ventilada a possibilidade de ele deixar o governo, mas a exoneração não se efetivou. O nome do novo substituto não foi definido até o momento. Agora Laguna fez contato com o prefeito Samir Ahmad (sem partido), que disse que o novo gestor ainda está em análise. “Mas vamos optar por alguém do quadro efetivo”, resume.