Pescaria Brava abre salas de vacina para Dia D contra pólio

Santa Catarina não atinge a meta recomendada pelo Ministério da Saúde, de 95% de cobertura vacinal, desde 2018 e isso abre margem para a reintrodução do vírus no estado.
Divulgação/Prefeitura de Pescaria Brava

No próximo sábado, 8, Pescaria Brava promove um Dia D de vacinação contra a poliomielite para crianças menores de 5 anos de idade.

A ação vai ocorrer das 8h às 17h, nas unidades de Barreiros e Laranjeiras.

A campanha terá foco em resgatar crianças não vacinadas ou com a caderneta incompleta e, desta forma, elevar as coberturas vacinais a fim de evitar a reintrodução do vírus que causa a paralisia infantil. Santa Catarina não atinge a meta recomendada pelo Ministério da Saúde, de 95% de cobertura vacinal, desde 2018 e isso abre margem para a reintrodução do vírus no estado.

A vacina está prevista no Calendário de Vacinação de Crianças. É uma imunização de rotina, o que quer dizer que está disponível o ano todo nas salas de vacinação do estado, de forma gratuita. O esquema de vacinação é de três doses da vacina inativada poliomielite (VIP) aos 2 meses, 4 meses e 6 meses; e duas doses de reforço da vacina oral poliomielite (VOP) com 1 ano e 3 meses e 4 anos.

No período da ação de imunização, as doses da VIP vão continuar sendo aplicadas conforme esquema recomendado, mas a dose da VOP passa a ser aplicada de forma indiscriminada em todas as crianças de 1 a 4 anos, desde que já tenham recebido o esquema primário com a VIP.

Doença

A poliomielite, também conhecida como paralisia infantil, é uma doença grave, contagiosa, que tem como característica a paralisia nos membros inferiores de forma irreversível. A pessoa infectada pelo vírus que causa a doença deve ser hospitalizada para tratar os sintomas, mas não há tratamento específico para a poliomielite. A vacinação é a única forma de prevenção.