Ministério proíbe pesca artesanal de emalhe anilhado após atingir cota

Anúncio foi feito nesta terça-feira, 4.
Divulgação

O Ministério da Pesca e Aquicultura proibiu a pesca artesanal de emalhe anilhado da tainha após 19 dias do início da temporada deste ano. A cota de captura coletiva já alcançou 90%.

O comunicado emitido ontem determina que o último desembarque de tainha está autorizado até esta terça-feira, às 22h50.

A restrição vale para as embarcações com o chamado emalhe anilhado, da modalidade chamada de pesca artesanal.  A safra industrial de tainha teve início no dia 1º de junho e continua até 31 de julho, ou até atingir as cotas estabelecidas (480 toneladas, no caso da pesca industrial).

Já as outras modalidades não controladas pelo sistema de gestão de cotas seguem sem limitações de volume de captura.