‘Fantástico’ relembra Pedro Raymundo como inspiração para visual de Luiz Gonzaga

Citação foi durante conteúdo produzido para falar sobre as origens das tradições das festividades de São João, uma das mais culturais do Nordeste.
Reprodução/TV Globo

Pedro Raymundo, cujo aniversário de nascimento transcorre no próximo dia 29, foi lembrado no domingo, 24, em matéria exibida no Fantástico, da TV Globo (NSC TV, em Santa Catarina). A reportagem falava sobre a influência de Luiz Gonzaga no São João e lembrou que o músico catarinense foi a inspiração para que o rei do baião adotasse para si o visual típico nordestino.

“A alquimia gonzaguiana foi também estética. Ele ficou impressionado com a indumentária gaúcha de Pedro Raymundo, um acordeonista do Sul. Então se havia um vaqueiro musical dos Pampas, faltava o nordestino”, narrou o repórter Pedro Vedova. Assista à matéria da TV Globo aqui.

O conteúdo foi produzido para falar sobre as origens das tradições das festividades de São João, uma das mais culturais do Nordeste.

Gonzaga contou sobre inspiração em entrevista nos anos 1970

No ano passado, como parte de lembrar o legado de Pedro Raymundo nos 50 anos da morte do artista, Agora Laguna produziu uma grande reportagem sobre a história do músico, natural de Imaruí, mas apaixonado por esta terra que lhe deixou ‘saudades’.

No especial, é lembrada a marca registrada do catarinense: a apresentação com vestimenta pilchada, como um autêntico gaúcho. Isso fez com que os caminhos de Raymundo e Gonzaga se cruzassem.

Como relatou o pesquisador paraibano Paulo Vanderley, autor do livro multimídia documental Luiz Gonzaga – 110 anos de nascimento, lançado em 2022, isso fez com que o pernambucano pedisse à sua mãe Santana providenciasse logo um traje para que ele também representasse o povo nordestino. A mesma história também foi contada em uma entrevistada do sanfoneiro publicada na histórica O Pasquim, no começo da década de 1970.

“Olha que coisa interessante: um gaúcho, de Santa Catarina, inspirou aquele que eu considero hoje em dia o maior artista brasileiro, o seo Luiz Gonzaga. Pedro Raymundo foi fundamental para o Rei do Baião, que logo depois passou a incrementar a sua indumentária”, comentou o escritor. Reveja a entrevista abaixo. Pedro Raymundo morreu em 1973, em Niterói (RJ).