Exclusivo: Motorista que atropelou e matou ex-jogador Tita irá à júri popular

Lemos morreu no dia 9 de dezembro de 2021 após não resistir aos ferimentos provocados pela colisão. O futebolista teve passagens pelo Laguna Esporte Clube, Marcílio Dias e Ferrroviário, de Tubarão, tendo disputado partidas válidas pelo estadual profissional.

O motorista Jhonathan Vanderlind Zanelatto, 30 anos, que atropelou e matou o ex-jogador de futebol João Batista Lemos, o Tita, de 54 anos, irá à júri popular. A sentença é do juiz Renato Müller Bratti e foi proferida no último dia 18. Agora Laguna obteve a decisão com exclusividade.

Lemos morreu no dia 9 de dezembro de 2021 após não resistir aos ferimentos provocados pela colisão. O futebolista teve passagens pelo Laguna Esporte Clube, Marcílio Dias e Ferroviário, de Tubarão, tendo disputado partidas válidas pelo estadual profissional.

O motorista se entregou no dia seguinte acompanhado do advogado de defesa. Na época da apresentação, Agora Laguna acompanhou e tentou entrevista com ele, que se manteve em silêncio. A defesa de Zanelatto defende a versão que foi um acidente. Reveja acima. 

“Embora tenha o acusado afirmado em seu interrogatório que não ingeriu bebida alcoólica, não há nos autos indícios que afastem que a sua capacidade psicomotora não estava alterada”, registrou Bratti na sentença, sustentando que o exame laboratorial apresentado foi produzido 24 horas após o fato.

Em outro trecho da sentença, o juiz relatou: “Ainda ao contrário do que alegou o acusado em seu interrogatório, os relatos testemunhais indicam que ele na data dos fatos além da embriaguez e velocidade elevada para o local, efetuou manobras perigosas, inclusive, ultrapassagens pelo acostamento, local, onde, aliás, a vítima foi atingida”.

O júri ainda será marcado. Até lá, Zanelatto poderá recorrer da sentença em liberdade em razão da inexistência de motivos para eventual prisão preventiva.

Foto: Elvis Palma/Agora Laguna