Antiga estação, no Campo de Fora, amanhece sem portão

Reinaugurado há pouco mais de dois anos, o prédio restaurado ao custo de R$ 3 milhões ainda não teve uso definido. Além de depredações e invasões de pessoas em situação de rua, o edifício contabiliza uma série de danos e furtos desde 2022.
Colaboração

Um novo caso de furto foi denunciado por vizinhos à obra inutilizada da estação ferroviária do Campo de Fora. Os portões existentes próximo ao prédio foram removidos. O crime foi detectado nesta quarta-feira, 1º.

Reinaugurado há pouco mais de dois anos, o prédio restaurado ao custo de R$ 3 milhões ainda não teve uso definido. Além de depredações e invasões de pessoas em situação de rua, o edifício contabiliza uma série de danos e furtos desde 2022.

O imóvel pertence ao patrimônio da União por ter feito parte do espólio operacional da antiga Rede Ferroviária Federal (RFFSA). Inicialmente, a ideia era que fosse repassado para a Udesc, mas a instituição de ensino optou por não levar a ideia adiante. Em março, Agora Laguna apurou com o governo federal que o processo de cessão do uso para a prefeitura está na fase de conclusão das análises documentais.