Você repórter: Protetora animal diz que não recebe ração há dois meses; prefeitura nega

Procurada, prefeitura de Laguna disse que não há atraso nos repasses das rações.
Agora Laguna

Sem querer ser identificada, uma protetora animal de Laguna procurou a Redação do Portal para reclamar que não consegue receber há cerca de três meses rações por parte da prefeitura.

“Possuía 11 animais, mas há três semanas meu filho pegou sete filhotes que estavam na rua e sem comida. No início, me ajudavam com a quantia de um saco de ração e atualmente faz três meses que não recebo”, relata ela, que deve pôr para adoção os filhotes em razão das dificuldades encontradas.

Segundo a protetora, já houve tentativa de obter apoio com outras entidades ligadas à causa animal, mas não houve sucesso.

O que diz a prefeitura

Procurada, a Gerência de Bem Estar Animal informou que se manifestaria sobre a situação através de nota pela Secretaria de Comunicação Social (Secom). O órgão encaminhou o seguinte posicionamento:

“Gostaríamos de esclarecer que, segundo a Gerência do Bem-estar Animal, não há um atraso de dois meses na entrega de ração pelo Banco de Ração, como foi mencionado. Houve um pequeno atraso de cerca de dez dias devido a pendências burocráticas, mas asseguramos que todas as demandas foram atendidas.

Ressaltamos que as rações remanescentes do mês anterior foram redistribuídas para aqueles que necessitavam e que haviam solicitado.

Continuamos comprometidos em servir a comunidade e pedimos que quaisquer dúvidas sejam direcionadas à gerência do bem-estar animal para devida verificação e suporte.

Portando, pedimos a protetora para se identificar e procurar a gerência do bem-estar animal novamente e efetuar o cadastro pois não há nenhum pedido do banco de ração não atendido até o momento”.

Você repórter

É um espaço feito pelo público leitor do Agora Laguna, através de reclamações, sugestões e pedidos. As reivindicações serão colhidas pela equipe de Redação do site, através do e-mail contato@agoralaguna.com.br ou dos telefones (48) 9 9827-3496 ou (48) 9 9696-5907, ambos WhatsApp. Todos os pedidos serão repassados aos órgãos competentes e as respostas, divulgadas.