Secretário preso na Mensageiro em município de SC fecha delação e vai devolver R$ 115 mil

Ex-secretário Fábio Fusinato e o prefeito da cidade, Adriano Poffo (MDB), viraram réus na operação em 27 de julho do ano passado. Ambos respondem aos processos em liberdade.
Divulgação/MPSC

Um ex-secretário municipal de Ibirama, preso na quarta fase da Operação Mensageiro em 2023, firmou delação premiada. Como parte do acordo com o Tribunal de Justiça, ele deverá devolver R$ 115,4 mil aos cofres públicos.

O montante se refere ao lucro ilícito obtido em fraudes a licitação e corrupção passiva na contratação de serviços de coleta de lixo no município.

Segundo informação do ND+, Fábio Fusinato, que chefiava a pasta de Administração, teria dado elementos de corroboração de novos crimes cometidos não exclusivamente por ele, mas também em conjunto com outros agentes públicos.

Fusinato e o prefeito da cidade, Adriano Poffo (MDB), viraram réus na operação em 27 de julho do ano passado. Ambos respondem aos processos em liberdade. O chefe do Executivo é suspeito de de receber propina para favorecer a empresa investigada na prestação de serviços no município.