Cidade da Amurel está em epidemia com 124 casos de dengue; Laguna tem 7 focos

Na região, há quatro cidades consideradas infestadas pelo vetor: Tubarão, Braço do Norte, Imbituba e São Ludgero.
Foto: John Tann/Creative Commons

Uma das cidades da Amurel entrou em situação de epidemia para dengue. Braço do Norte soma 124 casos contraídos no municípios, todos com confirmação por exames laboratoriais.

A epidemia de dengue é definida quando a taxa de incidência é de 300 casos por 100 mil habitantes. “Em Braço do Norte a taxa de incidência está em 363 casos/100 mil habitantes, caracterizando a epidemia”, explicou a bióloga Sabrina Fernandes Cardoso, da Regional de Saúde, em entrevista ao jornal Diário do Sul, de Tubarão.

Em Laguna, a cidade não registra casos de contaminação, mas possui identificados sete focos de presença do mosquito Aedes aegypti.

Na região, há quatro cidades consideradas infestadas pelo vetor: Tubarão, Braço do Norte, Imbituba e São Ludgero.

Denúncias em Laguna

As denúncias de locais que são possíveis criadouros do mosquito podem ser realizadas presencialmente com o setor do Programa de Combate à Dengue na Secretaria de Saúde, pelo telefone da secretaria no 3644-0313 ou via canais de ouvidoria da prefeitura.

Dicas para combater a doença

  • Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;
  • Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
  • Mantenha lixeiras tampadas;
  • Deixe os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
  • Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;
  • Mantenha ralos fechados e desentupidos;
  • Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana;
  • Retire a água acumulada em lajes;
  • Limpe as calhas, evitado que galhos ou outros objetos não permitam o escoamento adequado da água;
  • Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;
  • Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.

Notícias relacionadas