Agentes culturais conhecem medidas de acessibilidade

Participantes foram capacitados sobre formação e sensibilização para as equipes atuantes nos projetos conforme indicado na proposta cultural aprovada, sobre atitudes e comportamentos, com o tema “A pessoa com deficiência como protagonista”.
Divulgação

Como parte das regras do edital de fomento pela Lei Paulo Gustavo, agentes culturais participaram de uma oficina temática sobre acessibilidade atitudinal. O encontro ocorreu na noite de terça-feira, 2, no Cine Mussi.

Os participantes foram capacitados sobre formação e sensibilização para as equipes atuantes nos projetos conforme indicado na proposta cultural aprovada, sobre atitudes e comportamentos, com o tema “A pessoa com deficiência como protagonista”.

Participaram sessenta agentes culturais de Laguna envolvidos nos projetos: Laguna vai balançar (Xavante), Sambô com a Mocidade (Mocidade Independente), Eu sou o sol que Laguna idolatra (Os Democratas), Brinca Quem Pode, Arrastão da Alegria (Anjo Som), Boi de mamão nas comunidades (Associação Cultural e Social de Caputera), Música em todo canto (Opus4), Música para todos (Carlos Gomes), Rufos e acordes (Diego Rezende) e Batuque Envolvente (Davi dos Santos)*.

Foram duas horas de capacitação com a mestre em Educação Graziela Laurindo, sob organização do produtor cultural Cristian Pavanate Soares.

*Propostas selecionadas pelo Edital Lei Paulo Gustavo LPG SC 2023 – executado com recursos do Governo Federal e Lei Paulo Gustavo de Emergência Cultural, por meio da Fundação Catarinense da Cultura.

Notícias relacionadas