Oficinas culturais do Parque Diamante fomentam arte e cultura na região

Até o momento, mais de 450 pessoas ingressaram nas oficinas e já tiveram as primeiras trocas com os professores especializados nas respectivas áreas.
Divulgação/Parque Diamante

“Ela está fascinada e fica contando os dias para chegar a aula”, conta a moradora de Capivari de Baixo Daniela Marcon, ao falar das primeiras experiências da filha Isadora Marcon dos Santos, de 10 anos, nas oficinas culturais gratuitas realizadas no Parque Diamante +Energia.

Isadora ingressou nas oficinas de circo e teatro há poucas semanas. Ela foi diagnosticada com autismo nível de suporte 2 e tem transtorno do processamento auditivo central, o que afeta seu equilíbrio.

De acordo com a mãe, as aulas de circo têm sido essenciais para ajudar Isadora a desenvolver novas habilidades. “As oficinas vão ajudá-la a superar vários obstáculos. Fez duas aulas e está fascinada. Na primeira atividade, ela não conseguiu, e após os professores ajudarem e a encorajarem, ela teve êxito e ficou radiante por ter superado a dificuldade”, comenta a mãe.

Daniela foi uma das dezenas de pessoas que participaram da primeira reunião de pais e alunos do projeto cultural 2024. O encontro foi conduzido pela coordenadora de Cultura do Parque Diamante +Energia, Dafna Rodrigues.

A coordenadora destacou aos participantes a importância das oficinas culturais gratuitas realizadas por meio do Ministério da Cultura, do governo federal, e que contam com o apoio da Associação Jorge Lacerda, gestora do Parque Diamante +Energia, e com o patrocínio da Diamante Geração de Energia, através da Lei de Incentivo à Cultura.

Neste ano, as oficinas estão disponíveis para moradores de toda a região da Amurel e recebeu quase 800 inscrições para as aulas gratuitas de dança de salão, jazz, ballet, circo, música popular, música clássica e teatro.

Até o momento, mais de 450 pessoas ingressaram nas oficinas e já tiveram as primeiras trocas com os professores especializados nas respectivas áreas.

Durante a reunião, pais e alunos esclareceram dúvidas e conheceram a programação completa de atividades que serão desenvolvidas no decorrer do ano no Parque. “Aqui nas oficinas ajudamos a desenvolver nos alunos as competências socioemocionais, que são um conjunto de características e habilidades relacionadas ao desenvolvimento pessoal do indivíduo, que ajudam a manter relacionamentos saudáveis com as outras pessoas e com nós mesmos”, explicou a coordenadora.

Autogestão, consciência social, habilidades de relacionamento, resiliência emocional e tomada de decisão responsável com abertura para o novo, foram algumas das competências socioemocionais destacadas durante a reunião e que são trabalhadas nas diferentes modalidades de oficinas pelos professores.

Expressão e novos conhecimentos

Os pais das gêmeas Alice Machado Vicente e Laura Machado Vicente, de 6 anos, estavam atentos às orientações repassadas durante a reunião de pais e alunos. Eles inscreveram as filhas na oficina cultural de ballet. A família de Tubarão frequenta o Parque Diamante +Energia e aproveitou a oportunidade para proporcionar novas experiências para as pequenas. “Colocamos elas para desenvolverem a interação, pois são muito tímidas. Elas participaram de apenas duas aulas, mas já vimos uma grande evolução. Estão animadas para continuar”, diz a mãe Ariana Machado.

Aulas para crianças, jovens e adultos

O Parque Diamante +Energia ainda está com algumas vagas abertas para algumas modalidades das oficinas culturais gratuitas. Algumas modalidades estão com lista de espera para abertura de novas turmas.

Pelo site parquediamanteenergia.com.br, os interessados podem garantir sua vaga. As aulas serão realizadas no período diurno para crianças e adolescentes de 6 a 17 anos.

No período da tarde também funcionam as aulas de dança de salão para idosos e adultos interessados. No período noturno, ocorrem as oficinas para pessoas a partir de 16 anos, em todas as modalidades.

Maria Helena, de 45 anos, e Alcides Telles, de 54 anos, de Capivari de Baixo, já garantiram suas vagas para as oficinas de violão e dança de salão. “Estamos aprendendo novos passos na dança e as notas no violão. Gostamos tanto que fazemos questão de não perder nenhuma aula. Estamos agregando conhecimento e gostamos dos professores, que se dedicam e nos dão bastante atenção”, conta o casal.

A coordenadora de Cultura do Parque reforça que nos próximos meses, os alunos das oficinas participarão de apresentações, mostras, e outras atividades. Os interessados em participar do projeto podem acessar o link parquediamanteenergia.com.br/plano-cultural e inscrever-se.

Notícias relacionadas