Laguna registra novo foco e já soma cinco pontos de presença de transmissor da dengue

Cidade segue sem casos de pacientes infectados.
Foto: Rodrigo Nunes / Ministério da Saúde

Um novo foco de presença do mosquito Aedes Aegypti foi identificado em Cabeçuda, que agora já soma dois pontos. Há ainda mais três no Progresso.

As informações foram atualizadas, na segunda-feira, 11, pelo Programa de Combate à Dengue local. Laguna não possui casos de pacientes infectados pela dengue.

Segundo a coordenadora Matiê Rossini, ao detectar a presença do mosquito, a equipe substitui a armadilha no local e realiza uma inspeção nos imóveis que estão num raio de 300 metros do local identificado. “É feita a vigilância dessa armadilha a cada 7 dias. Depois de dois meses, realizamos novamente uma inspeção no raio de 300 metros do local”, descreve.

Essa rotina ocorre semanalmente nas armadilhas distribuídas em vários pontos da cidade. As inspeções de vigilância ocorrem a cada 15 dias em pontos estratégicos, como cemitérios, borracharias e outros locais.