Mais uma toninha é encontrada sem vida no Gi

Na última quarta, 31, outro outro caso já havia sido registrado na mesma praia.
Divulgação

Mais uma toninha (Pontoporia blainvillei) foi encontrada morta na praia do Gi, em Laguna, a segunda em menos de uma semana.

O novo registro foi feito na tarde desta sexta-feira, 2, e compartilhada nas redes sociais por populares que estavam no local. Na última quarta, 31, outro outro caso já havia sido registrado na mesma praia.

A toninha, que é facilmente confundida com um boto, é uma das espécies mais ameaçadas de extinção do Atlântico Sul e considerada como o menor cetáceo do mundo, já que, na fase adulta, não passa dos dois metros.

O que fazer ao encontrar animal marinho vivo ou morto

Em casos como esse, o ideal é acionar o Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS). O órgão é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no polo pré-sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. Caso encontre algum animal marinho vivo ou morto, entre em contato com o projeto pelo telefone 0800 642 3341.

Notícias relacionadas