Previous
Next

Laguna não tem casos de dengue, mas registra focos em dois bairros

Até o momento, Santa Catarina já soma 13 mil casos prováveis de dengue em 175 cidades, apontam os dados divulgados pelo boletim epidemiológico do estado. O informe aponta que a curva de casos prováveis da doença segue em alta no estado.
Foto: Luís Claudio Abreu/Agora Laguna

Laguna segue sem casos positivos ou suspeitos de dengue e registra quatro focos do mosquito Aedes aegypti – três no Progresso e um em Cabeçuda. A informação foi divulgada pela prefeitura na segunda-feira, 19.

Até o momento, Santa Catarina já soma 13 mil casos prováveis de dengue em 175 cidades, apontam os dados divulgados pelo boletim epidemiológico do estado. O informe aponta que a curva de casos prováveis da doença segue em alta no estado.

“Essa é a primeira vez que temos focos do mosquito transmissor da dengue no mês de janeiro. É importante que todos fiquem em alerta e cuidem de suas residências. Estamos passando por uma situação alarmante no estado e em todo o país”, destaca a coordenadora do programa municipal, Matiê Rossini. Equipes de combate à dengue isolaram os locais e seguem o monitoramento das áreas.

Semanalmente, as armadilhas distribuídas por todo o município são verificadas. As inspeções de vigilância também são realizadas, quinzenalmente, em pontos estratégicos da cidade, onde são verificados os locais/recipientes com acúmulo de água, como cemitérios, borracharias, ferros velhos, pois são pontos estratégicos. Quando identificada a presença de larvas fazem a coleta para identificação.

Denúncias

De acordo com a prefeitura, denúncias podem ser realizadas presencialmente com o setor do Programa de Combate à Dengue na Secretaria de Saúde, podendo agendar pelo telefone da secretaria no (48) 3644-0313 ou via canais de ouvidoria.

Sintomas

Os sintomas da dengue são: febre, dor de cabeça, dores musculares e nas articulações, dor atrás dos olhos e manchas vermelhas na pele. Podem ocorrer também náuseas e vômitos. Ao apresentar sinais e sintomas, deve-se procurar atendimento em um serviço de saúde. A hidratação intensa é uma das principais medidas de manejo na dengue, sendo importante que as pessoas com sintomas se hidratem desde o momento de espera pelo atendimento.

O controle do Aedes aegypti ainda é a melhor estratégia para evitar a transmissão de dengue, febre de chikungunya e Zikavírus. Uma vez por semana vistorie sua casa e seu ambiente de trabalho. Elimine locais com água parada.