Guardas municipais alvo de investigação são demitidos

Um dos agentes foi demitido pela prática de "violência no exercício da função” e utilização de “armamento, munição ou equipamento não autorizado em serviço, inclusive, de propriedade particular, ainda que possua porte de arma”. O segundo recebeu a mesma punição, mas por usar veículo da corporação "para fins particulares”.
Foto: Elvis Palma/Agora Laguna

Os dois guardas municipais (GML) investigados em processo administrativo disciplinar foram demitidos na última quarta-feira, 31, conforme consta em decisão assinada pelo prefeito Samir Ahmad (sem partido) e publicada, na sexta-feira, 2, no Diário Oficial.

A conduta dos agentes passou a ser investigada em outubro do ano passado e o relatório final foi concluído no fim de janeiro. Durante o período de apuração, ambos chegaram a ficar afastados e vinham cumprindo expediente administrativo, ou seja, estavam longe das atividades externas da corporação.

O documento assinado por Ahmad cita que foram ouvidas testemunhas e os acusados, que tiveram direito à defesa, com base no estatuto que rege a GML.

O relatório final apontou que ambos deveriam ser responsabilizados pelas condutas, classificadas como infrações disciplinares. Um dos agentes foi demitido pela prática de “violência no exercício da função” e utilização de “armamento, munição ou equipamento não autorizado em serviço, inclusive, de propriedade particular, ainda que possua porte de arma”. O segundo recebeu a mesma punição, mas por usar veículo da corporação “para fins particulares”.

Notícias relacionadas