Mocidade reedita enredo e falará da África

Primeira apresentação da agremiação este ano será no segundo dia do pré-carnaval no dia 25.
Foto: Alícia Marques/Mocidade Independente/Colaboração

A Grêmio Recreativo e Cultural Escola de Samba Mocidade Independente, do Progresso, também reeditará um enredo no pré-carnaval de 2024.

A escola, que pretendia falar de Ayangalú, o orixá dos tambores, vai manter inédita a letra. O samba recuperado é o de 2007 e fala da África.

A letra Da África ao Brasil sob a proteção dos orixás tem autoria de Alexandre Fortes, Renato Demétrio e Swinguinho. A primeira apresentação da agremiação este ano será no segundo dia do pré-carnaval no dia 25.

Confira a letra e cante com a escola

Ago ago… Eu vou passar
Peço licença para desfilar
Da África ao Brasil
Sob a proteção dos orixás
Axé, euforia na cidade…
Quem tem a ginga é a mocidade
África… Dos deuses orixás
Oh, mãe África…Dos nossos ancestrais
Na epopeia de Olorum
A mocidade em Odara vai te levar
Negros… Capturados para trabalhar
Guerreiros…Da cultura de Banto e Yorubá
Oxalá proteja este povo
Rumo ao destino sofredor
Rufam os tambores…Navios negreiros ao mar
Traz na bagagem a cultura popular
Chegam a Bahia… Surgem novas esperanças
Capoeira canta e dança…Macumba e Candoblé
Gira baiana no teu giro tem axé
Tem batuque no terreiro…Deixa o dia clarear
O samba vira samba na casa de sinhá
A verde e branco vai balançar
Vem conduzida pelos orixás
A arte da coroa imperial
Reflete em azulejos de beleza sem igual
Ouço gritos na senzala… De sofrimento e muita dor
Zumbi valente guerreiro, deste povo é o libertador
No bailar do mestre sala e da porta bandeira
Laguna é Carnaval, meu samba é de primeira
Veja o brilho fascinante da minha fantasia
Vem balançar com a minha bateria.

Notícias relacionadas